Inscrição para a 75ª Prova Ciclística de São Salvador termina na próxima sexta

 (Foto: Jean Barreto/Arquivo)
Cerca de 250 ciclistas já confirmaram presença na 75ª edição da Prova Ciclística de São Salvador. A prova faz parte da programação esportiva em homenagem ao padroeiro do município. A largada está marcada para às 7h do dia 6 de agosto (terça-feira), na Avenida Alberto Torres, em frente à Praça do Liceu. O presidente da Federação de Ciclismo do Estado do Rio de Janeiro, Rodrigo Rocha, ressalta que os atletas terão que fazer o percurso de 3.650 metros.

A prova tem o apoio Prefeitura de Campos, por meio da Fundação Municipal de Esportes (FME), Guarda Civil Municipal (GCM), Secretaria Municipal de Saúde e o Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT).  A largada será na Praça do Liceu em frente à Câmara Municipal de Campos. Com percurso pela Alberto Torres, Av. 28 de Março, Rua Tenente Coronel Cardoso e Av. Dr Hélion Póvoa.  

A competição terá a participação de atletas de várias cidades da região e de outros estados. O ciclista Alexandre Barbosa Flávio, 50 anos, morador de São Francisco de Itabapoana, já vem treinando para mais uma participação na prova. “Eu comecei a praticar o esporte há seis anos, por recomendação médica. Me apaixonei pelo esporte e há três anos já participo das provas. Este ano já participei de duas provas, no Espírito Santo e a prova do Fundão. Outro ponto positivo, é que servimos de exemplo para os jovens”, destacou Alexandre, competidor na categoria máster B.  

Os atletas interessados em participar da 75ª Prova Ciclística de São Salvador devem se inscrever até sexta-feira, 2 de agosto, no site da Fecierj (www.fecierj.org.br).  No dia 5 de agosto, às 19h, haverá o Congresso Técnico, na sede da Fundação Municipal de Esportes, à Rua dos Goytacazes, 499, Centro. Na ocasião serão entregues os chips da corrida.  Os cinco primeiros colocados em todas as categorias vão receber troféus e troféus até o décimo colocado na categoria Regional.

O presidente da Fundação Municipal de Esportes, Raphael Thuin, destaca que a prova é uma tradição de Campos e  é uma das mais antigas do país, tendo sido criada por Gerald Maria  Ferraioulli, mais conhecido como Patesko, um apaixonado pelo ciclismo. A prova foi uma homenagem aos bravos veteranos da Força Expedicionária Brasileira (FEB) que atuaram na Segunda Guerra Mundial. “O evento além de fomentar o esporte, também aquece a economia de Campos, já que recebemos atletas de várias cidades brasileiras e até de ouros países”, conclui Thuin.

Comentários