Palmeiras empata com o Vasco e chega a cinco jogos sem vencer

O Palmeiras segue sem ter conseguido uma virada sequer nesta terceira passagem de Luiz Felipe Scolari pelo clube. Neste sábado, o Verdão saiu atrás do Vasco no Allianz Parque, buscou o empate em cobrança de pênalti de Gustavo Scarpa, mas acabou no placar por 1 a 1 com vaias e gritos de “Pipoca” ao apito final.

Foi o quinto jogo seguido do Verdão sem vencer (três empates e duas derrotas). A equipe agora pode perder a liderança do Campeonato Brasileiro. Para isso, o Santos precisa apenas vencer o Avaí, na Vila Belmiro, neste domingo. Já o Vasco segue apenas quatro pontos acima da zona de rebaixamento – e a distância pode diminuir ainda nesta rodada.
O Palmeiras chegou ao duelo pressionado pela sequência de quatro jogos sem vencer, mas ostentando a marca de 11 partidas consecutivas sem levar gols no Allianz Parque. A segurança defensiva, marca da equipe no primeiro semestre, porém, logo demonstrou que seguiria em baixa.

Com apenas dois minutos, Valdivia cobrou escanteio aberto no segundo poste, Thiago Santos não subiu com Marrony, e o vascaíno cabeceou para as redes. O tento adversário tinha tudo para desestabilizar o Alviverde, que não conseguiu uma virada sequer nesta terceira passagem de Felipão, mas a torcida palestrina fez a diferença em sua casa.
Atrás no placar, os mais de 33 mil presentes aumentaram o volume da cantoria e mostraram apoio e paciência com o time, que não demorou a corresponder. Hyoran quase marcou de fora da área, Dudu também levou perigo e o Verdão pressionou, mesmo sem encontrar espaços.

Com 13 jogados, Arthur Cabral pegou rebote na área, chutou e a bola bateu no braço de Leandro Castán. A arbitragem de Ricardo Marques Ribeiro precisou do auxílio do VAR, mas anotou a penalidade, que Scarpa converteu com tranquilidade.

O gol dos mandantes revelou a postura cruzmaltina no jogo: o Vasco seguiu fechado apesar do empate. Valdívia foi deslocado para a referência de ataque e Marrony, perdido entre os zagueiros, acabou pelas laterais do campo. Do outro lado, apesar de melhor na partida e propondo o jogo, o Palmeiras não conseguiu mais levar perigo até o intervalo.

Para a etapa final, Felipão também não mudou sua proposta de jogo. O trio formado por Dudu, Gustavo Scarpa e Hyoran não trocou posições como vinha ocorrendo em outras partidas. Apesar de ainda levar perigo, a opção acabou por prejudicar o lado direito ofensivo (com Hyoran) do Palmeiras, já que Jean não conseguiu apoiar com a frequência de Victor Luis pelo lado oposto.

Mesmo assim, o Vasco passou sufoco. Fernando Miguel salvou chute de Hyoran e rebote de Arthur Cabral logo aos cinco minutos. O rendimento caiu quando Gustavo Scarpa, tendo tarde de altos e baixos, saiu para a entrada de Raphael Veiga. O novo palmeirense em campo sequer foi notado e teve mais uma atuação abaixo das expectativas.

Na sequência, Bruno Henrique foi quem saiu para a entrada de Matheus Fernandes. Um volante pelo outro, apesar do empate no placar. Do lado visitante, Luxemburgo também mexidas questionáveis e sacou Valdívia para a entrada do garoto Talles.

As duas melhores oportunidades do segundo tempo vieram já no final. Primeiro, Hyoran recebeu lançamento espetacular de Dudu, dominou sozinho na área, ajeitou o corpo e bateu fraco na direção da bandeirinha de escanteio. Foi o último lance do meia, que ficou caído em campo e foi substituído por Carlos Eduardo.

Já a chance vascaína foi ainda melhor. Aos 38, Pikacru cruzou rasteiro da direita, Weverton cortou com o pé e, no rebote, Marcos Junior cabeceou por cima do goleiro caído. A bola bateu no travessão e saiu pela linha de fundo. Tudo igual no Allianz Parque: 1 a 1.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 x 1 VASCO

Local: Allianz Parque – Sao Paulo – SP
Data: 27/07/2019, sábado
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro – MG (FIFA)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo – MG (FIFA) e Ricardo Junio de Souza – MG
VAR: Emerson de Almeida Ferreira – MG
Público: 37.654 pessoas
Renda: R$ 2.553.733,15

Cartões amarelos: Thiago Santos (Palmeiras); Leandro Castán, Henrique e Bruno César (Vasco)

GOLS
PALMEIRAS: Gustavo Scarpa (14/1T)
VASCO: Marrony (2/1T)

PALMEIRAS: Weverton; Jean, Edu Dracena, Antônio Carlos e Victor Luis; Thiago Santos, Bruno Henrique (Matheus Fernandes) e Gustavo Scarpa (Raphael Veiga); Hyoran (Carlos Eduardo), Dudu e Arthur Cabral
Técnico: Luiz Felipe Scolari

VASCO: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Leandro Castán, Henriquez e Henrique; Richard e Raul (Andrey); Marquinho (Marcos Júnior), Bruno César e Valdívia (Thalles); Marrony
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Comentários