PAN 2019: Resumo - Melhor primeiro dia do Brasil no Pan

Chuva de medalhas! O Brasil fez seu melhor primeiro dia da história dos Jogos Pan-Americanos com a conquista de oito medalhas. Isso mesmo! Luisa Baptista com o primeiro ouro no triatlo, seguida de Vittoria Lopes com a prata na mesma prova. 

No naipe masculino, prata para Manoel Messias. E  para marcar o ineditismo do dia: Bruna Wurts conquista o ouro na patinação artística feminina. 

No masculino, bronze para Gustavo Casado. O Taekwondo contou com a prata de Talisca Reis e o bronze com Paulo Ricardo. Fechando, bronze com gosto de ouro para a Ginástica Artística feminina por equipes, mesmo com a ausência de Jade Barbosa.

Triatlo
Mesmo sem muitas expectativas, o triatlo brasileiro começou com tudo nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019. Neste sábado, dia 27, no feminino Luisa Baptista fez uma prova incrível de corrida, ultrapassou a compatriota Vittoria Lopes e conquistou o ouro, o primeiro do Brasil em solo peruano. Vittoria acabou ficando com a prata, mesmo desempenho de Manoel Messias, que foi o segundo colocado na prova masculina.

Patinação Artística
Que momento! No primeiro dia de competições após a cerimônia de abertura dos Jogos Pan-Americanos, o Brasil já fez bonito em Lima 2019. Na tarde deste sábado (27), Bruna Wurts teve uma atuação brilhante, recuperou a desvantagem da série inicial e conquistou a medalha de ouro na patinação artística sobre rodas, feito inédito para o país no naipe feminino. Além disso, Gustavo Casado também pintou o pódio de verde e amarelo ao leva o bronze no masculino.

Taekwondo
O Brasil começou bem sua participação no taekwondo dos Jogos Pan-Americanos Lima 2019. Os dois atletas que competiram neste sábado subiram ao pódio. Talisca Reis foi prata na categoria até 49kg, enquanto Paulo Ricardo Melo ficou com o bronze na até 58kg. E olha que o resultado poderia ter sido ainda melhor. 

Na semifinal contra o argentino Lucas Guzman, a luta foi para o desempate após os três rounds regulamentares. O brasileiro chegou a conseguir o ponto de ouro e comemorar a vaga para a final. Mas a arbitragem reavaliou o golpe no vídeo e retirou. Na volta do combate, Guzman conseguiu a vitória por 7 a 6 e foi para a final, onde conquistou o título.

Ginástica Artística
Que torcedora! Com a lesão no joelho, Jade Barbosa acabou sendo reforço brasileiro na vibração da comissão técnica. Ginasta mais experiente, a brasileira ajudou a jogar água nas assimétricas, abraçou as amigas e até gritou instruções. Brasil conquista o bronze e vai à 7 finais. No total por aparelhos, classificam Flávia Saraiva e Thais Fidelis.

Comentários