Sem vantagem, Goytacaz e Campos buscam vaga em final, jogando fora de casa


Goytacaz e Campos entram em campo, neste domingo (28), para jogar duas decisões fora de casa, onde só a vitória interessa a ambos pela semifinal do primeiro turno Campeonato Estadual da Série B1, a Taça Santos Dumont. O Alvianil duela contra o Bonsucesso, em Moça Bonita; já o Roxinho pega o América, no Los Lários, em Xerém. Ambos os jogos começam às 15 horas.

Além de buscar três pontos necessários para chegar à final, os dois times buscam superar os problemas fora de campo, como o atraso de salários. No Goytacaz, o presidente Dartagnan Fernandes manteve uma conversa com o elenco onde expôs a situação financeira do clube.

— A gente sabe que o atraso de salários tem sido comum no futebol brasileiro. Mas quando atinge jogadores com salários bem mais altos, o atleta pode contar com uma reserva que guardou. No caso dos clubes de menor investimento, a situação é bem mais difícil. Porém, a diretoria e os conselheiros estão empenhados em resolver esta situação, esperamos que o mais breve possível — disse o técnico João Carlos Ângelo, que ontem comandou pela manhã o último treino para o confronto decisivo.

Com uma vitória sobre o Bonsucesso, a diretoria faz projeções financeiras para saldar os compromissos com o elenco. Caso o time triunfe hoje em Moça Bonita, o time jogará a final do Aryzão, na quarta-feira. Em caso de vitória, em Moça Bonita, os dirigentes planejam fazer uma forte campanha junto à torcida para apoiar a equipe e comprar o seu ingresso contribuindo para uma boa renda a fim de pagar os salários de junho aos jogadores.

No Roxinho, há também atrasos de salários. O técnico Souza tem buscado juntar as forças do elenco neste momento igualmente difícil.

—A gente sabe que a diretoria está correndo atrás para resolver esse problema. E só dependemos de nós mesmos para passar à final— disse o treinador. 

Fonte: Folha da Manhã

Comentários