Demitido do Casimiro, Coaracy alega que não aceitou imposições da diretoria


Osmar Coracy não é mais o treinador do Casimiro de Abreu. Após a derrota obtida contra o Maricá, na tarde do último domingo (4), o treinador de 56 anos foi demitido nesta terça-feira (6). Logo após este episódio, o clube agiu rápido e anunciou Rafael Lima para o cargo.

Osmar foi contratado no início da temporada, para a disputa da Terceirona. Na competição, o técnico obteve um aproveitamento de 44,4%, evidenciando o equilíbrio com três vitórias, três empates e três derrotas. Coracy declarou que foi demitido por não aceitar imposições com relação à escalação requerida pelo presidente do clube. Ele lamentou o fato e frisou decepção por conta de diversos fatores. O clube preferiu não responder.

- É só uma tristeza, uma decepção. Porque, agora, numa reta final, o time vem lutando na parte de cima da tabela. O presidente impor que eu colocasse jogadores deles, tirasse um ou outro que não estava satisfeito, porque os outros são amigos do filho, que o filho joga e eu não aceitei isso e não aceito isso. Até porque se o time estivesse brigando lá embaixo, brigando para não subir, estivesse brigando para não cair para outra Série, eu até poderia entender que eu estava errado - afirma Coracy, que continua:

- Mas o time vem lutando, está em segundo lugar na classificação no segundo turno, está de oitavo para cima sem estrutura, o time onde os atletas não recebem e a gente vai trabalhando com o grupo, trabalhando diariamente, sem faltar um dia de treino, trabalhando todo dia para que o time atingisse o patamar atual e vem agora o presidente com essa de que eu tinha que colocar fulano, beltrano para jogar, aí que eu não aceito. Nem se o time estivesse apanhando eu aceitaria, ainda mais o time ganhando. Minha decepção é por causa disso - finaliza.

O Casimiro de Abreu volta a campo no próximo domingo (11), às 15h, diante do Mesquita, no Ubirajara Reis, pela terceira rodada do segundo turno da Série B2.

Fonte: FutRio

Comentários