No Pan de Lima, Brasil soma três ouros no 1º dia da natação, na terça (06/08)

Três ouros, duas pratas e um bronze no primeiro dia da natação dos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019. Os nadadores e nadadoras brasileiros fizeram bonito no Centro Acuático, nesta terça-feira (6), abrindo as provas da natação.

Leonardo de Deus confirmou o favoritismo e sagrou-se tricampeão dos Jogos Pan-Americanos nos 200 metros borboleta. Depois dos títulos em Guadalajara e Toronto, o nadador brasileiro faturou o tri em Lima 2019. O norte-americano Samuel Pomajevich foi o segundo colocado e Jonathan Gomez, da Colômbia completou o pódio.

Léo de Deus após o tri dos 200m borboleta em Jogos Pan-Americanos: “na última chamada fui convocado e estar trazendo esse ouro pro Brasil mostra que era pra acontecer, era pra medalha estar no meu peito”.

E também teve ouro nos 100 metros peito masculino. João Luiz venceu a prova com 59min51. Felipe Lima ficou em quarto, 0.85s atrás do bronze. Completando o pódio, os norte-americanos Cody Miller e Kevin Cordes levaram a prata e o bronze, respectivamente.

João Luiz Gomes Júnior após ouro nos 100 metros peito: “Com 33 anos de idade, meu primeiro Pan-Americano, um gás de moleque de 15 anos, que tem muito gás pela frente”.

Finalizando os ouros brasileiros no dia, o revezamento masculino dos 4×100 metros livre estabeleceu o novo recorde Pan-Americano. Breno Correia, Marcelo Chierighini, Bruno Fratus e Pedro Henrique Spajari sagraram-se campeões com o tempo de 3mins12s61. A prata foi para os norte-americanos e o bronze para o México.

 “Muito feliz por essa conquista, o tempo foi um tempo bom, justamente pela situação. Muito satisfeito por mim e por todos. Batemos recorde Pan-Americano, então estou muito contente”, falou Marcelo Chieriguini após o revezamento 4x100.

E nos 400 metros livre masculino, Fernando Scheffer e Luiz Altamir foram ao pódio. Scheffer ficou com a prata e Altamir com o bronze. O ouro foi para Andrew Abruzzo, dos EUA.

 “Eu escolhi isso, eu estava ciente que seriam duas provas duras”, Luiz Altamir, que foi bronze nos 400m livre e 4° lugar nos 200m borboleta.

O revezamento feminino dos 400 metros livre ficou perto do ouro. Etiene Medeiros, Larissa Oliveira, Manuella Lyrio e Daynara Ferreira acabaram com a prata, há apenas 0.8s atrás das norte-americanas. O bronze acabou com as canadenses.

 “A gente estava esperando o ouro, mas foi muito bom. A gente já subiu uma posição de Toronto, a gente sai bem satisfeita, mas a gente sempre está querendo o primeiro lugar”, Manuella Lyrio após a prata do revezamento 4x100m livre.

Já na final dos 400 metros livre feminino, Viviane Jungblut e Aline Rodrigues foram as representantes brasileiras e nenhuma pegou pódio. Aline ficou em quinto e Viviane em sexto. A argentina Delfina Pignatiello ficou com o ouro, as canadenses Danica Ludlow e Alyson Ackman pegaram prata e bronze, respectivamente.

Na prova dos 100 metros peito feminino, Jhennifer Conceição ficou na quinta colocação. Anne Lazor, dos EUA, faturou o ouro, a argentina Julia Sebastian foi prata e Faith Knelson, do Canadá, completou o pódio da prova.

Pelos 200 metros borboleta, final B, Giovanna Diamante terminou no terceiro lugar.

Comentários