PAN 2019: sexta (02/08) de seis medalhas e conquistas inéditas

O sextou brasileiro foi comemorado com seis medalhas nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019. Com muitas histórias e feitos inéditos, o Brasil chegou a três ouros, duas pratas e um bronze. As medalhas foram divididas entre o surfe, badminton, boxe e saltos ornamentais. Destaque para Lena Ribeiro, Ygor Coelho e Beatriz Ferreira, que colocaram seu nome na história da modalidade com as primeiras conquistas de ouro do surfe, badminton e boxe respectivamente.

Surfe
A brasileira Lena Ribeiro entrou para a história do Pan-Americano como a primeira atleta a conquistar o ouro no surfe, mais espeficicamente no Stand Up Paddle Race, ou SUP Race. Foi premiada após apostar na ousadia para vencer a grande favorita Candice Appleby, dos Estados Unidos, em um final de prova repleto de caldos causados pelas pesadas ondas de Punta Rocas, ao sul de Lima. No masculino, Vinnicius Martins ficou com a medalha de prata.

Badminton
Ygor Coelho entrou para a história do esporte brasileiro ao se tornar o primeiro atleta do país a conquistar a medalha de ouro do badminton nos Jogos Pan-Americanos. Para chegar ao título, ele derrotou na final o canadense Bryan Yang com parciais de 21/19 e 21/10.

Boxe
No segundo dia de finais do boxe nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019, o Brasil subiu ao ringue duas vezes nesta sexta-feira (02). Beatriz Ferreira conquistou a medalha de ouro, na categoria até 60kg, e fez história a se tornar a primeira mulher do boxe brasileira a conquistar um ouro em edição de Jogos Pan-Americanos. Já Hebert Conceição acabou ficando com a medalha de prata na categoria até 75kg.

Saltos Ornamentais
A nova geração dos saltos ornamentais do Brasil mostrou seu valor nesta sexta-feira (03). Isaac Souza, 20 anos, e Kawan Figueiredo, 17, terminaram a prova de plataforma sincronizada 10m na terceira colocação e inédita medalha de bronze para o país nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019. Foi a primeira vez em que uma dupla nacional ficou entre as três melhores da disputa em todos os tempos. Ao final de seis saltos, os jovens brasileiros somaram 375,81 pontos. O ouro ficou com o México (431,10), enquanto os canadenses levaram a prata (396,12).

Comentários