Rafael Soriano faz análise após o empate do Serra Macaense com o Angra dos Reis

No último final de semana, o Serra Macaense estreou na Taça Corcovado, segundo turno do Campeonato Carioca – Série B1. Após o empate em 0 a 0 com o Angra dos Reis, em Cardoso Moreira, o técnico, Rafael Soriano, avaliou o resultado e o desempenho de sua equipe.

“Logicamente que a gente esperava uma vitória, mas tivemos uma evolução, uma equipe que se entregou, buscou e criou as oportunidades, porém pecamos nas finalizações”, analisa ele destacando os pontos a favor do Verdão. “O Angra dos Reis teve somente uma bola do jogo a rigor, que foi o pênalti defendido pelo Matheus Phillipe. Nós tivemos o controle do jogo, uma atitude melhor do que no primeiro turno”, completa.

O comandante reconhece que será preciso fazer alguns ajustes a fim de conquistar a vitória nos próximos jogos, para garantir o tão sonhado acesso à elite do futebol carioca em 2020. “Agora o principal fator é a gente melhorar o poder de finalização, porque estamos criando as melhores chances, mas a bola não tem entrado. Então é caprichar nisso para a gente dar sequência melhor no returno. Eu tenho certeza, diante do que vi nesse jogo, que será de crescimento”, concluiu.

Um dos destaques da partida, o goleiro Matheus Phillipe, que defendeu um pênalti aos 35 minutos do segundo tempo. “Fico muito feliz em poder ajudar minha equipe sempre que acionado, sobretudo nesse jogo, defendendo este pênalti na etapa final do jogo. Foi mais uma partida segura e, o mais importante, sem sofrer gols. Aproveito para parabenizar toda equipe e staff pela entrega nesse confronto difícil e seguiremos lutando pelos objetivos traçados para classificar o Serra Macaense nesse returno”, afirmou.

O arqueiro diz que a intuição, observação do jogador que pegou a bola para a cobrança e contou com uma ajuda especial também. “Graças a Deus, desde a base tenho uma média boa em pênaltis. Costumo esperar para definir o canto, observar o batedor. Dessa vez, o Leandrão, nosso capitão, me cantou a pedra na hora, porque ele jogou com o Almir em outra equipe e sabia como ele costuma cobrar. Pulei consciente para o meu lado direito e pude colaborar com o resultado de nosso time. Agora é seguir trabalhando para sempre que for chamado possa estar pronto a ajudar o grupo”, finalizou.

A equipe retorna a campo no próximo sábado (10), diante do Artsul, em Nova Iguaçu. Pela segunda fase do estadual, o Serra ainda vai fazer os seguintes duelos: Olaria, dia 17 de agosto; Nova Cidade, dia 24 de agosto; Goytacaz, dia 31 de agosto; Sampaio Corrêa, dia 4 de setembro; América, dia 7 de setembro; Gonçalense, dia 11 de setembro; Audax, dia 14 de setembro; e São Gonçalo EC, no dia 18 de setembro.

Depois de uma folga no domingo (4), o grupo se reapresentou ontem (5), onde iniciou as atividades visando o confronto da 2ª rodada. Ausentes na abertura do returno, por conta de lesões, o zagueiro Anderson, o lateral Maurício Tomazi e o meia Diego Torres, artilheiro do time na competição, buscam a recuperação, mas não têm previsão de retorno ainda.

Moleques do Serra vencem
A equipe do técnico Rodriguinho venceu por 1 a 0, gol de João Chagas, na abertura da Taça Corcovado. A partida aconteceu antes do jogo do profissional, também contra o Angra dos Reis, e contou com supremacia do Verdão durante todo o tempo. O placar poderia ter sido maior, inclusive. Primeiro lugar da classificação geral, a vitória deste sábado (3) manteve o time na liderança da Série B1, se distanciando do próprio adversário no confronto direto. O próximo compromisso do time sub-20 será contra o Artsul.

Comentários