Resumo do PAN, sexta (09/08): Vinte e sete medalhas em um dia e contando…

Resumo #19: Vinte e sete medalhas em um dia e contando...
“Ah, isso aqui tá muito bom! Isso aqui tá bom demais!” A sexta-feira (09), foi mais um dia para entrar para a história do Brasil em Jogos Pan-americanos. Conquistamos 27 medalhas em 24 horas, sendo dez de ouro, nove de prata e oito de bronze. O número de pódios, iguala o mesmo número recorde que conquistamos em um único dia nos Jogos Pan-americanos Rio 2007.

As primeiras medalhas vieram logo cedo, no remo. A partir daí, veio a chuva delas, que teve passagens pelo ciclismo BMX Racing, pela vela, nas classes RS:X feminina, 49er, Laser e Nacra 17. No meio do dia vieram conquistas do caratê, do Wrestling, com Aline Silva e Laís Nunes, e também o festejado ouro individual no hipismo saltos, com Marlon Zanotelli, que já havia sido campeão por equipes em Lima. Na esgrima, o florete por equipes masculino ficou com o segundo lugar, enquanto a pelota basca ficou com um bronze.

A parte da noite foi a mais recheada de medalhas. Rafaela Silva brilhou como sempre no judô, fechando a tríade de ouro: Pan, Mundial e Jogos Olímpicos. Depois foi a vez do atletismo, com três pódios de ouro. No fim da noite, o destaque, mais uma vez, foi para a modalidade que está dando mais pódios ao país em Lima: a natação. Foram mais seis medalhas, sendo três de ouro, uma de prata e duas de bronze.

Natação
O Brasil conquistou mais seis medalhas na natação nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019. O destaque desta sexta-feira (09), foram Bruno Fratus e Etiene Medeiros, que venceram os 50m livre e o revezamento 4x200m livre masculino, que os brasileiros fizeram o novo recorde Pan-Americano da prova.

Vela
Depois de muitos dias nublados e repletos de neblina, o sol apareceu em terras peruanas nesta sexta-feira (09)! Em Paracas, cidade a cerca de 300km de distância da capital Lima, a delegação brasileira de vela dominou a grande maioria das regatas, brilhou na primeira série de finais da competição e levou para casa quatro medalhas nos Jogos Pan-Americanos, sendo duas de ouro, uma de prata e uma de bronze. A viagem longa até lá valeu a pena.

Atletismo
Brasil dourado! No quarto dia de provas do atletismo nos Jogos Pan-Americanos de Lima, o país saiu com três medalhas de ouro e uma prata. Nesta sexta-feira (09), os destaques ficaram com as equipes de revezamento 4x100m, masculina e feminina, e Ederson Vilela, que colocou o país no lugar mais alto do pódio nos 10.000m

Judô
E foi em Lima que saiu o ouro de Rafaela Silva em Jogos Pan-Americanos. Depois de uma prata em Guadalajara em 2011 e um bronze em Toronto quatro anos atrás, a brasileira subiu no lugar mais alto do pódio. Foi nesta sexta (9), no segundo dia de competições do judô. Daniel Cargnin e Jeferson Santos também saíram com medalhas, prata e bronze, respectivamente.

Hipismo
O hipismo brasileiro faturou mais um ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019. Marlon Zanotelli zerou as duas rodadas finais do salto individual e garantiu o primeiro lugar do pódio. Nesta sexta-feira (9), o brasileiro foi o único a zerar na final e não deu chances para os adversários.

Remo
O Brasil teve um dia mais calmo no remo hoje: apenas uma final disputando medalha. Mesmo assim, aproveitou: os irmãos Pau e Xavier Vela Maggi conquistaram a prata no 2 Sem masculino. É a terceira medalha brasileira no remo neste Pan.

Wrestling
Aline Silva foi prata em Guadalaraja 2011. Em Toronto 2015, foi bronze. Em Lima, a paulistana de 32 anos queria o ouro da categoria até 76kg, a medalha que faltava em sua galeria de conquistas. Mas, não deu. Foi por pouco! Depois de derrotar Diana Cruz, do Peru, e Mabelkis Capote, de Cuba, ela enfrentou na final a canadense Justina Di Stazio, campeã mundial na categoria não olímpica até 72kg em 2018. Foi uma luta dura e muita equilibrada, só decidida no finazinho a favor da atleta da América do Norte.

Ciclismo BMX
A participação do Brasil no Ciclismo BMX rendeu duas medalhas de prata para o país. No feminino, Paola Reis ficou atrás apenas da bicampeã olímpica Mariana Pajón, que conquistou o ouro. Outra brasileira na prova, Priscilla Stevaux terminou na quarta colocação. No masculino, Anderson Ezequiel, o Andinho, ficou em segundo lugar, atrás apenas do equatoriano Alfredo Campo, que subiu no lugar mais alto do pódio. Renato Rezende, que esteve nos dois últimos Jogos Olímpicos, acabou em quarto.

Esgrima
Nessa sexta-feira (09), o Brasil conquistou a medalha de prata no florete por equipes da esgrima masculina, nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019. Depois de ter vencido o Canadá na semifinal de virada, a equipe formada por Guilherme Toldo, Alexandre Martins, Heitor Shimbo e Henrique Marques não conseguiu segurar o Estados Unidos por 45 a 23 e terminou com a prata. O resultado repete a melhor campanha do Brasil, na edição de Toronto 2015.

Caratê
O Brasil conquistou dois bronzes no caratê nesta sexta-feira (9), primeiro dia de disputas da modalidade nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019. As equipes de Kata masculina (Victor Mota, Guilherme Silva e Lucas Santos) e feminina (Sabrina Pereira, Carolaini Pereira e Izabel Vieira) conseguiram o resultado na primeira edição do esporte em Pans.

Pelota Basca
Nessa sexta-feira (09), o Brasil conquistou a medalha de prata no florete por equipes da esgrima masculina, nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019. Depois de ter vencido o Canadá na semifinal de virada, a equipe formada por Guilherme Toldo, Alexandre Martins, Heitor Shimbo e Henrique Marques não conseguiu segurar o Estados Unidos por 45 a 23 e terminou com a prata. O resultado repete a melhor campanha do Brasil, na edição de Toronto 2015.

Comentários