Vico comemora os 50 jogos pelo Serra, mas lamenta revés para o Artsul

O duelo do Serra Macaense contra o Artsul, no último sábado (10), apesar do resultado adverso, foi especial para o volante Vico. O jogador de 22 anos completou seu 50° jogo pelo Verdão, em três temporadas.Vindo da base do Grêmio, o gaúcho chegou a Macaé em 2017, já para disputar a Série B1.

Nas 50 atuações, em 100% iniciou como titular com 19 vitórias, 13 empates e 18 derrotas. O volante já anotou três gols e cinco assistências. Vico foi eleito melhor de sua posição no Campeonato Carioca Série B1 2018, em votação da Seleção FutRio, quando também foi o capitão do Serra Macaense em toda a temporada.

Feliz com o atual momento individual, Vico agradece todo staff do Serra, que sempre o apoio. O volante afirmou que chegou a ter dúvidas sobre sua carreira, mas com as portas do Verdão abertas, conseguiu mostrar seu valor. 


- Eu cheguei ao Serra Macaense com algumas dúvidas para minha carreira, situações que passei em outros momentos, então sou muito grato ao clube que me abriu as portas, ao presidente Rodrigo dos Santos que possibilitou jogar aqui, ao treinador Luiz Felipe que era nosso comandante nas últimas temporadas e sempre me ensinou bastante, são diversas pessoas a agradecer. O Vitinho (Victor Moitinho, preparador físico), um cara fora de série na sua área, todo o pessoal dos bastidores que pouco aparecem na mídia, mas são fundamentais para o dia a dia.

Vico festejou o fato de ter completado o jogo de número 50 com a camisa do Verdão de Macaé, mas lamentou o fato da sua marca ter sido manchada pela derrota para o Artsul, de virada, no Estádio Nivaldo Pereira.


- Tenho muito orgulho de atingir essa marca e ainda alimento o sonho de conseguir, ao lado dos demais companheiros do grupo, colocar o clube na elite do futebol carioca, um dos motivos que permaneci aqui nesta temporada e vamos lutar até o fim. Infelizmente não foi da forma que eu gostaria de comemorar essa marca. Tivemos um bom desempenho no começo do jogo, particularmente penso que tenha feito uma boa partida, mas novamente não conseguimos vencer. Temos que levantar a cabeça e olharmos em frente, corrigir alguns erros e tirar alguns proveitos do que foi positivo. Como falei, sou grato ao Serra Macaense e tenho orgulho de ter atingido esse número especial no clube, porém a derrota chateou bastante.

O Serra Macaense volta a campo no próximo sábado (17), quando vai receber o Olaria, às 15h, no Ferreirão, em Cardoso Moreira, pela terceira rodada da Taça Corcovado.

Comentários