Clubes que garantirão acesso na Segundona 2020 serão conhecidos neste domingo


A partida de volta da semifinal da Série B1 do Campeonato Carioca, entre Barra Mansa e Rio São Paulo acontece neste domingo (22), às 15h, no Los Larios. Com o empate no jogo de ida, o Alvinegro do Campinho tem a vantagem do empate para sair com o acesso nos 90 minutos finais. 


Maricá e Pérolas Negras voltam a se encarar no domingo (22), às 15h, no Estádio do Trabalhador, em Resende.

RIO SÃO PAULO
A vantagem do empate que conquistou ao ser campeão do segundo turno pode ser muito benéfica para o Rio São Paulo na luta pelo acesso. Na tarde desta quinta-feira (19) no Estádio Leão do Sul, o Alvinegro do Campinho saiu na frente do marcador, levou o empate, mas segurou o 1 a 1, que lhe deixa a uma igualdade de chegar à segunda divisão do Campeonato Carioca. Porém, Baré pediu humildade para o Furacão da Zona Norte, pois não tem nada garantido.

- Infelizmente cometemos um erro e acabamos levando o empate, mas não perdemos e vamos decidir em casa. Mas é ter humildade e pés no chão para sairmos com o acesso, pois não tem nada ganho - disse o lateral-direito.

BARRA MANSA
O Barra Mansa vai buscar o retorno a segunda divisão do Campeonato Carioca no próximo domingo (22) e o clube vai disputar o acesso num local onde viveu a maior glória de sua história. Há cinco anos, o Leão do Sul conquistava o acesso para a primeira divisão no Los Larios, palco do duelo contra o Rio São Paulo. Maurinho quer que o estádio seja novamente um salão de festas para o Azul e Branco do Vale.

- Eu sei que o acesso para a primeira divisão foi no Los Larios. Quis o destino que colocasse o jogo decisivo lá novamente. Tomara que consigamos sair com o acesso. O Rio São Paulo é um adversário dificílimo, já mostrou isso durante a competição, mas vamos trabalhar para sairmos com o nosso objetivo - disse o treinador, que lembrou de sua história no estádio, pois no ano passado comandou o Mageense e o clube mandou seus jogos lá.

PÉROLAS NEGRAS
O Pérolas Negras segurou um empate sem gols no Alzirão, diante do Maricá, e agora, dentro de casa, no Estádio do Trabalhador, precisa de uma nova igualdade para sacramentar o acesso à Segundona Estadual de 2020. Para o meia Andinho, principal referência técnica da equipe, o duelo num campo de dimensões maiores trará benefícios no setor de criação.

- Quem viu o jogo de ida, sabe. O campo é um pouco menor que o nosso. O jogo deles é muito de bola aérea, então fica difícil de criar alguma coisa. Num jogo tão importante como esse, sempre vai sobrar uma ou duas bolas. Então, em casa, com campo maior, é trabalhar bem essa bola para chegar e finalizar - disse o camisa 10, que apresenta um discurso de segurança.

MARICÁ
Falta pouco para o momento mais aguardado da temporada entre os clubes da Série B2 Estadual. Neste domingo (22), quando os jogos das 15h chegarem ao fim, serão conhecidos os dois clubes que conseguirão as vagas de acesso à Segundona de 2020. No Maricá, a aposta é num grupo qualificado pelo lateral-direito Dreivison como cascudo. A experiência de jogadores que já conquistaram feitos do tipo reforça a confiança antes do duelo decisivo contra o Pérolas Negras.

- Nosso grupo é muito cascudo, com muitos jogadores experientes e acho que o que passou, passou. Temos que pensar no domingo. A vitória era muito importante (no jogo de ida), não aconteceu, e vamos buscar domingo. Se Deus quiser, vamos voltar de Resende com o acesso - disse o camisa 2, que citou o bom volume de jogo maricaense no empate por 0 a 0 na ida.

SEMIFINAIS SÉRIE B2 (JOGOS DA VOLTA)

Rio São Paulo x Barra Mansa (1X1)
Árbitro: Matheus Carneiro Torres
Assistentes: Vinicio Félix Cardoso e Adolfo Roberto da Silva
4º Árbitro: Jefferson de Souza Oliveira
Técnico: Jorge Luis Campos Roxo

Pérolas Negras x Maricá (0X0)
Árbitro: Natanael Freitas de Sá
Assistentes: Renato da Silva e Richardson Santos da Silva
4º Árbitro: Alan Trindade
Assessor: Roberto Carlos Faustino da Silva

Comentários