Prefeitura Campos realiza 1º Jogos Estudantis para pessoas com deficiência

A Prefeitura de Campos, através Fundação Municipal de Esportes (FME), deu início a mais uma importante iniciativa para inclusão social através de projetos esportivos. Foram abertos neste domingo (1º) os ParaJECs. Estudantes assistidos pelo Paraeporte e por Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) e Apape (Associação de Pais de Pessoas Especiais) - ambos parceiros do Paraesporte - deram início às competições. Quatro categorias – Sub-12, Sub-15, Down e livre - disputaram medalhas no atletismo: corrida de 100m, arremesso de peso e de pelota e salto em distância. As competições do ParaJECs voltam no próximo dia 14, com a natação.

O presidente da FME, Raphael Thuin, destacou a importância deste momento. “É histórico para o município. Pela primeira vez Campos promove os jogos estudantis para pessoas com deficiência. Esperamos que seja a primeira de muitas oportunidades”, afirmou Thuin.
Um dos destaques ficou por conta de Miguel Moreno, 1º lugar nos 100m e 3º no lançamento de pelota, pela categoria down. O pai Décio Caldas ressaltou que as atividades junto ao Paraesporte têm sido preponderantes na autoestima de Miguel.

- A iniciativa é excelente. Procuro sempre acompanhá-lo e observo uma interação muito boa. A coordenação motora melhorou muito, sem contra a interatividade deles no dia a dia. Meu filho saiu do isolamento, do sedentarismo. Uma evolução que tem nos deixado muito feliz – pontuou.
Pela categoria livre, Carlos Henrique Terra (Apae) venceu os 100m, enquanto prata e bronze ficaram, respectivamente, com Luís Mauricio (Apae) e Felipe Rodrigo (Apape). Pelo arremesso de peso, Jean Camara conquistou o ouro, com prata para Paulo Sérgio e bronze para Leonardo Resiguier. Carlos Henrique Terra (Apae) venceu o salto em distância, seguido no pódio por Pedro Arthur (Apape) e Luan da Silva (Apape).

Pelo Sub-12. Kaike Pacheco foi o campeão dos 100m; em segundo, Daniel Lima e terceiro, Miguel. Todos da Apape.

Já o Sub-15 teve Pedro Arthur como medalhista de ouro nos 100m, com Bernardo Pereira na prata e Isaac Campista no bronze. O arremesso de peso teve vitória de Bernardo Pereira e Isaac Campista e Matheus Porto, nas colocações seguintes. Carlos Henrique Terra foi o primeiro colocado do salto em distância, Pedro Arthur medalha de prata e Luan da Silva bronze. A categoria também teve domínio total da Apape.
- Estamos muito contentes por a pessoa com deficiência estar no lugar que ela merece. Não devemos fazer diferença. O esporte é uma coisa única, independente de deficiência ou não. Então esse início dos ParaJECs marca mais uma iniciativa pelo direito de todos estarem em um mesmo lugar, de igual para igual – coordenador do Paraesporte, Fábio Coboski. 

Na categoria down, assim como Miguel Moreno no masculino, Márcia Regina (Paraesporte) venceu os 100m, pelo feminino. No lançamento de pelo, vitória de Bruno Rosa, com Ihasmin Ribeiro em segundo e Miguel Moreno em terceiro. “Está sendo muito bom, muito importante para eles. Afinal é tão difícil que eles tenham essa oportunidade. A Márcia adora as competições, as atividades, e melhorou muito depois que começou a interagir com outras crianças, participando do Paraesporte. Ela pratica futsal, natação, dança, corrida. Ela está no Paraeposrte desde 2017 e evoluiu desde então”, contou Claudenir Herbas, irmã da Márcia Regina.

Comentários