Segundo turno da Série B2: Maricá e Rio São Paulo são os finalistas

O Maricá é finalista do segundo turno também. A equipe do técnico Marcus Alexandre Cravo bateu o Itaboraí Profute por 3 a 2 e confirmou a classificação para a decisão contra o Rio São Paulo. Os gols do Maricá foram marcados por Jonathan, Thiago e Victor Silva, com Gilcimar e Digreg anotando para os visitantes. Maricá e Rio São Paulo vão fazer a final domingo (15), às 15h, em Los Larios.

Primeiro tempo intenso e um gol para cada lado
O Maricá iniciou a partida ligado no 220 e logo chegou a rede. Aos seis minutos, Paulinho Fernandes deu passe por elevação para Alex. O volante ia invadindo a área, foi derrubado e sofreu pênalti. Jonathan foi para a cobrança e botou o Maricá na frente. O Profute não se abateu e foi atrás. Aos 13, Digreg cobrou escanteio, Emerson Carioca desviou na primeira trave e Gilcimar, do jeito que deu, botou para o fundo da rede igualando o placar.

Após o empate do Profute, o Maricá pressionou e quase marcou duas vezes antes dos 20. Primeiro com Dreivison que deu muito trabalho para Yuri, que fez grande defesa. Depois, Alex bateu sem ângulo e quase fez um golaço, mas a bola foi para fora da meta.

Após a primeira metade, as duas equipes diminuíram o ritmo devido ao intenso calor em Itaboraí. O goleiro Yuri, do Profute, chegou a passar mal no gramado. O resultado final no 45 minutos iniciais ficou pelo 1 a 1.

Maricá amplia vantagem, leva susto, mas vence e avança
O Maricá voltou pressionando tentando ampliar a vantagem. Aos sete minutos, Victor Silva bateu colocado da entrada da área e Yuri fez a defesa. Aos 17, Paulinho Fernandes entrou em velocidade, invadiu a área e foi derrubado. Pênalti que Jonathan cobrou, Yuri defendeu e, no rebote, Thiago botou para o fundo da rede, fazendo 2 a 1.

Após a parada técnica, o Profute sofreu um grande baque. O atacante e artilheiro Lelê recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Quem achou que seria ruim para a equipe, errou. Cinco minutos depois da expulsão, Digreg, de cabeça, marcou o gol de empate para o Profute, fazendo 2 a 2 no Alzirão.

Aos 37, Jonathan briga pela bola, recupera e sofre falta. Luis Felipe cobra na área, a bola passa por Clisman, mas não por Victor Silva. O capitão cutuca ela para o gol e sacramenta a classificação do Maricá à decisão do segundo turno da Série B2.

Maricá 3x2 Itaboraí Profute - Semifinal Segundo Turno, Série B2 - 12/09/2019, às 15h

Estádio Alzirão (Itaboraí - RJ)
Árbitro: Rodrigo Souza Soares
Assistentes: Flávio Manoel da Silva e Rafael Almeida da Silva

Maricá: Julio; Dreivison, Índio, Rivaldo e Luis Felipe; Victor Silva, Bruno (Pablo Tanque, 42'/2ºT), Alex e Paulinho Fernandes (Ailton, 21'/2ºT); Thiago (Clisman, 25'/2ºT) e Jonathan. Técnico: Marcus Alexandre.

Itaboraí Profute: Yuri; Baiano, Robson, Fábio e Cris (Perdigão, 19'/2ºT); Léo Oliveira (Jefinho, 19'/2ºT), Matheus Cruz e Digreg; Emerson Carioca (Rato, 24'/2ºT), Lelê e Gilcimar. Técnico: Miúdo.

Gols: Jonathan, 6'/1ºT (1-0); Gilcimar, 13'/1ºT (1-1); Thiago, 17'/2ºT (2-1); Digreg, 31'/2ºT (2-2); Victor Silva, 37'/2ºT (3-2)

Cartões amarelo: Alex, Luis Felipe (MAR); Robson, Emerson Carioca, Matheus Cruz, Lelê, Yuri (IPF)

Cartão vermelho: Lelê, 25'/2ºT (IPF);
*********************************************
Rio São Paulo sai na frente, Barra vira, mas Sidão empata e classifica o Alvinegro
É finalista! O Rio São Paulo recebeu o Barra Mansa na tarde desta quinta-feira (12) de imenso calor, em Los Larios, pela semifinal do segundo turno da Série B2 do Campeonato Carioca. O Alvinegro do Campinho abriu 2 a 0, com dois de Marquinhos do Sul, o Barra Mansa buscou a virada, com Binho, Ailton e Ian, mas Sidão empatou novamente e classificou o Rio São Paulo. O Alvinegro de Campinho vai enfrentar o Maricá na decisão, domingo (15), às 15h, em Los Larios.

Marquinhos do Sul comanda e Rio São Paulo abre vantagem
Logo nos primeiros segundos, o Rio São Paulo adotou um ritmo intenso e na primeira chegada, com Lulinha, obrigou o goleiro Adilson a trabalhar. Aos nove, Alex Alcântara recebeu cara-a-cara com o arqueiro adversário e finalizou fraco. Por mais que o Barra Mansa procurasse administrar a posse de bola, o Alvinegro do Campinho era rápido no contra-ataque e eficaz na intermediária. Na marca de 17 minutos, Marquinhos do Sul recebeu na quinta direita da grande área e emendou uma boa finalização, mas parou em Adílson.

Depois da parada técnica, a partida caiu de rendimento e o calor assolou os atletas. O Rio São Paulo precisou apelar para a bola parada para balançar as redes. Aos 37 minutos, Marquinhos do Sul cobrou falta pelo lado esquerdo, a bola tocou no travessão e quicou dentro do gol. O tento só foi confirmado segundos dois, pelo auxiliar. Embalado, o centroavante aproveitou outra chance, dessa vez com a bola rolando, aos 43, Marquinhos invadiu a área pelo lado direito e chutou cruzado, estufando as redes de Adílson. Ainda deu tempo do Barra aparecer pela primeira vez, antes do apito final. Glauber aproveitou cruzamento e testou firme, mas Ewerson fez grande defesa.

Segundo tempo ganha roteiro de cinema e destino confirma classificação alvinegra
No início da etapa complementar, o Barra Mansa tentou se lançar ao ataque, mas pecou na transição ofensiva e pouco produziu para ameaçar o adversário. Aos 19 minutos, Binho chegou a receber um bom cruzamento na grande área, mas acabou caneceando por cima do travessão. Mas as coisas começaram a dar certo para o Leão do Sul. Aos 23, Binho avançou pela intermediária e bateu rasteiro, diminuindo o placar.

O tento anotado deu confiança para o Barra Mansa, que começou a anular o Rio São Paulo e pressionar o adversário. Na marca de 28 minutos, Lucas recebeu cruzamento na pequena área e cabeceou para a grande defesa de Ewerson. Dois minutos depois, em cobrança de falta, Ailton subiu no segundo andar e tocou de cabeça sem chances para o arqueiro adversário.

Na tentativa de responder o empate sofrido, o Rio São Paulo foi para cima e Lulinha, da entrada da área, chutou firme e colocado, mas Adílson realizou uma defesa sensacional. No contra-ataque, Ian foi lançado pela esquerda e tocou na saída de Ewerson e viu a bola correr devagar até beijar as redes, virando o placar. Mas a festa da equipe do Sul durou pouco. Na marca de 37 minutos, após cobrança de falta, Renato Augusto desviou fraco de cabeça, mas Adílson não segurou a bola, ela tocou na trave e voltou, em cima da linha, para Sidão empurrar para o gol, dando alívio geral na equipe Alvinegra.

O drama arrebatou Los Larios. Mesmo com o empate sofrido depois da épica virada, o Barra Mansa tentou novamente o empate. Em grande jogada pela esquerda, Ian passou como quis pela marcação, foi até a linha de fundo e tocou para trás. Na altura da marca do pênalti, Binho chutou por cima da meta e viu a chance da classificação fugir em tiro de meta.

Rio São Paulo 3x3 Barra Mansa - Campeonato Carioca Série B2, segundo turno, semifinal, jogo único - 12/09/2019 às 15h

Estádio de Los Larios (Duque de Caxias - RJ)
Árbitro: Leonardo Capizzani de Oliveira
Assistentes: André Luis da Silva Segundo e Ian Gomes D'ornellas

Rio São Paulo: Ewerson; Baré (Carlinhos, 34'/2°T), Mello, Pedro Henrique, Caio Thimóteo; Igor Leandro, Lulinha, Raphinha Thomaz; Marquinhos do Sul, Alex Alcântara (Sidão, 29'/2°T) e Camilo (Renato Augusto, 23'/2°T). Técnico: Palinha.

Barra Mansa: Adilson; Willans, Marcelo, Bruno Santos, Wallace; Ailton, Jonilson (Vander, 13'/2°T), Yogo (Ian - intervalo), Glauber (Nadinho - intervalo); Lucas e Binho. Técnico: Maurinho.

Cartões amarelos: Mello, Pedro Henrique, Raphinha Thomaz, Renato Augusto (RSP); Wallace, Willians, Jonilson (BMA)

Gols: Marquinhos do Sul, 37'/1°T (1-0); Marquinhos do Sul, 43'/2°T (2-0); Binho, 23'/2°T (2-1); Ailton, 30'/2°T (2-2); Ian, 32'/2°T (2-3); Sidão, 37'/2°T (3-3)

Fonte: FutRio
Fotos: Raphael Santos (La Marca) e Foto: Pedro Costa

Comentários