Sem atingir objetivos, Anderson define 2019 como ano de aprendizado profissional

image
Ao apresentar o elenco para a Série B1, o Serra Macaense divulgou diversos nomes como reforços que, até certo ponto, surpreenderam já que o clube sempre apostava nos jovens. Dentre esses nomes, o zagueiro Anderson, de 28 anos, estava na lista. O defensor vinha de disputa da Seletiva pelo Macaé e uma curta passagem pelo Atlético Itapemirim (ES).

Entretanto, ao chegar no Serra, Anderson pegou 9 jogos de suspensão, por conta de uma expulsão na partida contra o Goytacaz, pelo Grupo X do Campeonato Carioca. Punição essa que deixou o defensor fora de quase toda a Taça Santos Dumont, já que o clube conseguiu efeito suspensivo e o atleta pôde voltar aos gramadas. Mas como se já não bastasse os jogos de fora, na terceira partida que entrou em campo, lesão no joelho e mais um tempo fora de combate.

Ciente da importância que tinha para o elenco, Anderson lamentou o fato de ter ficado tanto tempo de fora, mas angariou forças para mostrar que, mesmo diante das adversidades, o elenco conseguiu manter o clube na divisão onde o encontrou.

- Individualmente falando, eu gostaria de ter ajudado um pouco mais, ter estado mais a disposição. Tive problemas esse ano que nunca tive em toda a minha carreira. Uma suspensão e duas lesões, no tornozelo e no joelho respectivamente. Experimentamos de tudo um pouco dentro dessa competição, brigamos por classificação em todo o primeiro turno e sofremos embaixo na tabela em grande parte do segundo. Acho que o que se pode tirar de positivo desse ano do Serra Macaense é que soubemos passar por todos esses momentos e mantivemos no mínimo o Serra onde encontramos. Foi uma temporada de muito amadurecimento, até mesmo para os mais experiente - Anderson completou afirmando que a temporada serviu de aprendizado, visto os problemas que enfrentou.

- Pensando em toda temporada 2019, acredito que tenha sido de muito aprendizado e crescimento, pois as grandes adversidades no ensinam muito mais do que, às vezes, as vitórias.

Fonte: FutRio
Foto: Eduardo Araujo (SMA)

Comentários