Vasco e Athletico-PR empatam no Rio em jogo marcado por decisões do VAR

Vasco x Athletico PR
Vasco e Athletico-PR empataram em 1 a 1 na tarde de hoje (22), em São Januário, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo foi marcado por decisões da arbitragem de vídeo, que ajudou a sinalizar pênalti e também anular um gol dos cariocas.

Com o empate, Vasco e Athletico-PR seguem embolados no meio da classificação. Os rubro-negros vão a 27 pontos e ultrapassam Botafogo e Atlético-MG - este último ainda joga na rodada. Os cruzmaltinos, por sua vez, seguem em 12º lugar, agora com 24 pontos.

O Athletico volta a campo na quinta-feira, quando recebe o Fortaleza pela 21ª rodada naquele que será seu primeiro jogo na Arena da Baixada após o título da Copa do Brasil. O Vasco, cujo jogo contra o Atlético-MG foi adiado em decorrência da participação do Atlético-MG na Copa Sul-Americana, tem seu próximo compromisso apenas domingo que vem, contra o Corinthians, em São Paulo.

Comendo pelas beiradas, laterais vão às redes
Atacantes que nada! Quem chamou a responsabilidade para balançar as redes em São Januário foram os defensores de beirada. Do lado atheticano, o lateral-direito Madson abriu o placar com assistência do esquerdo Abner Vinicius. Já pelo Vasco, foi o lateral-esquerdo Danilo Barcelos quem marcou, de pênalti, após "provocar" a penalidade em cobrança de falta.

Faltou criatividade aos setores ofensivos
Tanto Vasco quanto Athletico enfrentaram muita dificuldade para, com a bola no chão, criar chances de gol. Decepcionaram principalmente Marcos Júnior, substituído ainda no intervalo por Luxemburgo, e Bruno Guimarães, convocado para a seleção brasileira pré-olímpica e praticamente inofensivo em São Januário.

Vasco esbanja vontade. Faltou "toque final"
Quando atuou sem priorizar a posse de bola, o Vasco apertou a saída de bola do Athletico. Quando foi para cima, tumultuou o campo defensivo adversário principalmente com Talles Magno. Ainda assim, faltaram "últimos passes" de qualidade.

Athletico tropeça. Mas sem ressaca
O resultado pode ser visto como tropeço pelo Athletico-PR, na medida em que a equipe teve momentos de superioridade no jogo e abriu o placar. Ainda assim, não se pode falar em ressaca pós-título da Copa do Brasil. Os comandados de Tiago Nunes buscaram a vitória o tempo todo, apostaram muito na individualidade de Rony e pecaram na criação mais elaborada de jogadas.

Possível pênalti não foi sequer revisto pelo VAR
Logo aos 13 minutos, um lance polêmico colocou em xeque a atuação da equipe de arbitragem. Em cobrança de escanteio de Danilo Barcelos, Oswaldo Henríquez cabeceava, em finalização que levaria perigo ao gol de Santos, quando Leandro Castan foi abraçado por Bruno Guimarães e caiu no gramado junto com o meia athleticano. O lance não foi sequer revisto pela arbitragem de vídeo. No entendimento do comentarista de arbitragem Paulo César Pereira, da TV Globo, houve pênalti sobre o zagueiro vascaíno.

Cronologia do jogo
Após um primeiro tempo bastante equilibrado, mas fraco tecnicamente e com poucas chances reais de gol, Vasco e Athletico-PR fizeram mesmo um agitado segundo tempo. Logo aos três minutos, Abner Vinicius cobrou falta venenosa para dentro da área vascaína, e Madson subiu livre de marcação para cabecear no fundo das redes do goleiro Santos.

Com um Vasco mais agitado a partir de então, a partida ganhou velocidade de ambos os lados. E quem se deu melhor neste novo panorama foram os mandantes. Danilo Barcelos soltou a bomba em cobrança de falta, e a bola desviou no braço de Rony, que estava na barreira athleticana. Daronco foi acionado pelo VAR e sinalizou pênalti - convertido pelo próprio lateral vascaíno.

Aos 40 minutos, Raul marcou para o Vasco após bate e rebate na área athleticana. O lance, porém, foi anulado pela arbitragem após consulta de vídeo. Antes da derradeira finalização, Henríquez havia exigido milagre de Santos e, na sequência, pisado na cabeça do goleiro. O entendimento foi de falta, inclusive com cartão amarelo para o zagueiro vascaíno.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 1 ATHLETICO-PR

Data: 22 de setembro de 2019 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (ambos RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
Público/Renda: 16.529 pagantes / R$ 600.922,00
Cartões amarelos: Yago Pikachu e Richard (Vasco); Léo Pereira, Wellington e Rony (Athletico-PR)
Gol: Madson, aos 3', e Danilo Barcelos, aos 23' do segundo tempo

Vasco: Fernando Miguel, Yago Pikachu, Oswaldo Henríquez, Leandro Castan e Danilo Barcelos; Richard, Raul e Marcos Júnior (Andrey); Rossi (Marrony), Ribamar e Talles Magno. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Athletico-PR: Santos; Madson, Pedro Henrique (Lucas Halter), Léo Pereira e Abner Vinicius; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini (Everton Felipe); Braian Romero, Rony e Marco Ruben. Técnico: Tiago Nunes.

Comentários