Alunos da rede pública da Serra Macaense conquistam vaga no Mundial de Corfebol

Oito alunos dos times de Corfebol de duas escolas públicas da serra de Macaé foram selecionados para participar da Seleção Brasileira Sub-19 do esporte e convidados a participar do Campeonato Mundial Sub-19, que acontece em abril, na Holanda.

Os alunos são do Colégio Municipal Raul Veiga, em Glicério, e Ivete Santana Drumond de Aguiar, do Frade. O Corfebol é um jogo misto proveniente da Holanda que abrange dois times formados por homens e mulheres.

Eles se destacaram em uma competição com participação de equipes do exterior que aconteceu em Casimiro de Abreu. Além dos alunos terem sido selecionados para a etapa do mundial, Peterson de Jesus, de 19 anos, ainda levou o título de revelação.

O objetivo agora é conseguir verba para embarcar para a Holanda, em abril. Por falta de apoio financeiro, os professores criaram uma vaquinha online em um site de financiamento coletivo para arrecadar a verba necessária. A ajuda de qualquer valor pode ser feita através de depósito no Banco Itaú, Agência 7244 / Conta Poupança 09338-6/500 ou através da vaquinha virtual no link https://www.vakinha.com.br/vaquinha/apoie-o-corfebol-da-serra-macaense-raul-e-ivete.

Em caso de dúvidas, basta ligar para a professora Priscila através dos números (22) 9 7400-8668 ou (22) 9 8812-9603.

O que é o Corfebol?
O corfebol é uma modalidade esportiva em que homens e mulheres formam uma equipe, o que torna o esporte um dos poucos no mundo com estas características. O jogo lembra uma mistura do handebol com o basquete. As equipes do Corfebol são mistas de oito componentes em cada time. Dois casais no ataque, com o objetivo de arremessar a bola no cesto do adversário, e dois na defesa. Todos utilizando apenas passes de bola. A cada duas cestas, os casais trocam de função no jogo. O Corfebol consiste em arremessar a bola no cesto (em holandês, “corfe” significa cesta, ou seja, “bola na cesta”), colocado a 3,5 metros de altura.

No país, apenas Macaé, Casimiro de Abreu, Rio de Janeiro e Americana, em São Paulo, contam com equipes do desporto. Em Macaé, o Corfebol conquistou alunos e moradores de bairros e região serrana. Nos últimos anos, quatro jovens jogadores das unidades municipais Sana e Pedro Adami, que estavam na seleção brasileira da modalidade, faturaram medalha de ouro no Torneio Latino Americano de Corfebol, em Montevideu (Uruguai). Outro evento internacional foi o Torneio Hermandad de Corfebol, em 2016.

Comentários