Com referências a Luxa e Aristizábal, Guarín é apresentado: 'Emocionado'

Guarín - Vasco da Gama
Ele chegou. O volante colombiano Fredy Guarín, de 33 anos, foi apresentado oficialmente como novo reforço do Vasco. O contrato é curto: apenas até o fim do ano. Mas a pompa do evento no qual ele deu as primeiras palavras como jogador do Cruz-Maltino falam por si. Hotel em área nobre do Rio, ação de marketing do clube, imprensa em peso presente. E o meio-campista já comprou o "barulho" do técnico Vanderlei Luxemburgo.

- Engraçada a situação que vivi. Foi muito rápida a decisão. Estávamos em viagem com a minha família. Aristizábal me ligou e perguntou se eu queria jogar no Vasco. Eu falei que escutaria. E ele disse que o mister ia me ligar. O mister me convenceu do projeto do clube. Eu disse que ligaria de volta. Minha mulher estava escutando, elas que mandam (risos)... e no dia seguinte já fizemos a viagem para o Brasil - lembrou Fredy Guarín, citando o ex-atacante que foi campeão brasileiro com Luxa no Cruzeiro, em 2003, e a esposa Sara, que também estava presente, com Jacobo, um dos filhos do casal.

Com português praticamente perfeito dos três anos em que atuou no Porto (POR), o ex-jogador ainda não sabe quando poderá estrear, mas a expectativa é de aproximadamente dez dias. Mas o carinho da torcida já encantou o atleta que estava no Shanghai Shenhua (CHN).

- Muito obrigado. Nas redes sociais já vi milhares de mensagens da torcida. Estou muito, muito emocionado. Espero poder dar emoções ao público do Vasco - enalteceu.

Guarín foi o penúltimo reforço do Vasco para a temporada. Assim como com o meia Felipe Ferreira, a oficialização foi feita na última sexta-feira, dia final para inscrições na CBF. Ele chegou com contrato curto, até o fim desta temporada. Mas há possibilidade de permanência.

- Já houve uma conversa neste sentido, desde o início, para 2020. Quero dar as boas-vindas à família, já fardada (com uniforme do Vasco). Como o jogador já deu a senha, é o caminho para ficarem no Rio - brincou o presidente do Vasco, Alexandre Campello, que também estava à mesa.

Comentários