Corrida Federal Kids: Esquadrilha Ceu encanta público na Arthur Bernardes

Voos acrobáticos de “tirar o fôlego”. Assim foi a exibição da Esquadrilha Ceu, neste domingo (13), na Avenida Arthur Bernardes. A esquadrilha civil formada por oficiais da reserva da Força Aérea Brasileira (FAB), encantou aos espectadores, principalmente, as crianças que participaram da 2ª edição da Corrida Federal Kids - evento social que teve como proposta o combate à pedofilia organizado pelo Sindicato dos Delegados da Polícia Federal, Prefeitura de Campos, Sesc, Concessionária Águas do Paraíba e Boulevard Shopping.

Formada por pilotos oficiais da reserva da FAB, as acrobacias aéreas da Esquadrilha Ceu foram narradas para que o público não perdesse uma demonstração sequer. Com três aeronaves, um piloto em cada uma delas, a apresentação de 10 minutos contou com loopings em flecha, em troca de formação e desfolhado; cobrinha e bomba. E, finalizou com passagem baixa em formação. Neste momento, oc espectadores foram ao delírio, uma vez que, as aeronaves passam bem perto do público.
- Agradecemos imensamente a oportunidade de estar na cidade a convite da organização do evento, incluindo a Prefeitura de Campos. Hoje, estiveram aqui, o líder da Esquadrilha, o comandante Salvatore; e nas alas, o comandante Faleiros, e o piloto civil Sayeg. A receptividade foi maravilhosa, o público curtiu e embarcou conosco nessa aventura de fazer acrobacias aéreas. Esperamos ter atingido nosso objetivo que é proporcionar entretenimento e alegria para a galera.  Esperamos voltar em breve – disse o Relações Públicas da Esquadrilha, Sérgio Silveira.

Com o início das atividades no ano de 2011 no antigo Clube Ceu às margens da Lagoa de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, as acrobacias aéreas adotadas pela Esquadrilha são baseadas em display idêntico de manobras utilizadas pela Esquadrilha da Fumaça, à época em que eles voavam o T-6. Além de ser um display conhecido e já testado, foi uma forma de homenagear aqueles que inspiraram a carreira de muitos pilotos.
- Mãe, quando crescer quero ser piloto e fazer acrobacias como estas – disse o pequeno Arthur, de 7 anos. Ele participou da corrida Federal Kids e aguardava ansioso pela apresentação da Esquadrilha. “Ele fala nessa apresentação há semanas. Assistiu vários vídeos na internet, e hoje, veio com essa história de querer ser piloto de acrobacias aéreas. Não sei se meu coração aguentará tanta emoção. Imagina ver meu filho de cabeça pra baixo numa aeronave?”, disse Adriana Matos, mãe do Arthur.

A pensionista Maria de Lourdes Junqueira, de 78 anos, relembrou os tempos de juventude quando assistia a apresentação da Esquadrilha da Fumaça. “Eu lembro que era uma festa quando ia ter o show de acrobacia aérea na cidade. A gente comprava roupa nova e queria ver os pilotos de perto. Trouxe minha neta e meu filho para vermos essa lindeza de show. Como foi bom reviver este momento“, agradeceu.

Comentários