Encontro de Motociclistas atraiu grande público à praça São João Batista, em São João da Barra

No sábado, 12, segundo dia do 11° Encontro de Motociclistas de São João da Barra, a Praça São Batsita ficou lotada de moradores e turistas para as apresentações das bandas de rock Código Inválido, Fina Arte e Segredo de Estado. Os shows começaram no início da noite, mas a programação do evento - promovido pelo Moto Clube Sobreviventes do Apocalipe, de Barcelos, com apoio da Prefeitura - começou cedo. Teve café da manhã e almoço para os motociclistas e motociata. À noite houve também apresentações no Globo da Morte e da equipe Sem Limites.

Este ano 96 moto clubes de várias regiões estão participando do encontro. São mais de 340 motociclistas, segundo o vice-presidente do Sobreviventes do Apocalipe, Willis de Oliveira. "Estamos com um público grande, maior ainda do que na véspera, porque muitos não puderam vir para a abertura de sexta-feira". Não foi o caso do motorista Valentim Gomes, o Batim, do Moto Clube Êxodo, de Arraial do Cabo. Ele chegou no primeiro dia e fica até o encerramento, neste domingo. 
- Todo ano venho. Este ano deixei até de ir a um encontro mais próximo, porque São João da Barra realiza os encontros para o motociclista raiz, sem transformar em evento comercial. Se você perguntar que nota eu dou de 1 a 10, vou falar 15 - disse.

Outra presença certa todos os anos é da sede campista do Adventist Motorcycle Ministry (AMM). O grupo ocupa uma tenda e faz aferição de pressão arterial e glicemia. A organização internacional de motociclistas cristãos chegou ao Brasil em 2008 e, em Campos dos Goytacazes, é dirigida pelo comerciante Jorfisson Siqueira, o Joe. Um dos membros em São João da Barra é o vigilante Robson de Souza. "Nossa função aqui é ajudar no que for preciso e tem sido muito gratificante fazer parte deste encontro".
Para os ambulantes o evento também tem sido positivo. Presidente da Associação Sanjoanense de Ambulantes, Ângela Amaral comemora as boas vendas. Na sua pastelaria contratou mais cinco profissionais para os dias do encontro. 

- Está realmente muito bom, com muito movimento. E além dos motociclistas de várias cidades, há muitos sanjoanenses no evento. É um número grande de pessoas da cidade que gostam de rock e por isso é importante ter atrações para todos os públicos", afirmou.

Comentários