Botafogo vence o Corinthians, respira contra rebaixamento e "congela" rival

O Botafogo venceu o Corinthians por 1 a 0, hoje (24), no Engenhão, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, com gol de Diego Souza no início do primeiro tempo. O time carioca apostou na "retranca" contra os paulistas e conseguiu o resultado positivo que o ajuda bastante na luta para ficar mais distante da zona do rebaixamento. Já o Timão "congelou" na oitava colocação e ainda viu a primeira derrota do interino Dyego Coelho no comando da equipe. Antes da derrota, ele havia comandado o Alvinegro na vitória contra o Fortaleza e nos empates contra Palmeiras e Internacional.

Com a vitória, o Botafogo está na 14ª colocação, com 39 pontos, quatro pontos da zona da degola. Já o Corinthians se mantém na oitava colocação, com 50 pontos, mas viu o Internacional abrir um ponto de vantagem, na sétima colocação, com 51 pontos, além de ver o Goiás encostar na nona posição, com 46 pontos.

Na próxima rodada, o Botafogo encara a Chapecoense, às 19h30 (de Brasília), na Arena Condá. No mesmo dia, o Corinthians enfrenta o Avaí, às 21h30 (de Brasília), na Arena de Itaquera, também pela 35ª rodada do Brasileiro.

Quem foi bem: João Paulo fez o básico com eficiência
Em um jogo de poucos destaques individuais, João Paulo fez o básico com eficiência ao iniciar as jogadas do Botafogo. Aliás, o meia se destacou no gol do Botafogo ao acertar uma virada de bola que desarmou o sistema defensivo do Corinthians e chegou até o camisa 7 para abrir o placar.

Quem foi mal: Vagner Love erra bastante
Vagner Love "viveu" de apenas uma finalização perigosa no jogo. No geral, perdeu muitas bolas, arriscou dribles equivocados, conduziu a bola demasiadamente em muitos lances e errou domínios de bola. Foi substituído por Mateus Vital aos 27 minutos do 2º tempo.

Corinthians muda esquema e atua com dois centroavantes
O Corinthians entrou em campo com dois centroavantes: Gustagol e Vagner Love. O técnico interino Dyego Coelho mudou o esquema tático. Nos últimos jogos, ele utilizou o 4-1-4-1, com variação para o 4-3-3. Hoje, Coelho apostou no 4-4-2 (losango), com Pedrinho centralizado na armação das jogadas, e três volantes: Gabriel na frente na zaga, Ramiro do lado esquerdo, e Junior Urso na direita. 

O Timão foi ofensivo, adiantou a marcação e criou muito mais que o Botafogo na partida. No segundo tempo, Coelho colocou Clayson no lugar de Urso, e Mateus Vital na vaga de Love. Com isso, o time voltou ao esquema 4-2-3-1, com Pedrinho na direita, Vital centralizado e Clayson na esquerda. Gustagol ficou no comando do ataque. Nos dez minutos finais, Janderson entrou no lugar de Gabriel. O time foi para o famoso "tudo ou nada", somente com Ramiro na frente da zaga. Mas nada conseguiu.

Na retranca, Botafogo "achou" o gol no 1º tempo
O Botafogo abriu o placar em sua primeira finalização na partida, com Diego Souza aos 18 minutos do primeiro tempo. O gol começou com uma bela invertida de bola do meia João Paulo. O time "rodou a bola" até sobrar para o experiente atacante, que chutou forte e rasteiro da entrada da pequena área para fazer o gol. O Botafogo adotou a "retranca" antes e depois do gol. Além disso, a equipe carioca quase não causou perigo em contra-ataques. O ferrolho defensivo deu certo pois os cariocas impediram o gol de empate, apesar do tímido sufoco do Timão.

Pedrinho se mexeu, mas tomou decisões erradas
O meia Pedrinho atuando como meia armador, como "todos" pediam, apareceu bastante durante o jogo. O camisa 38 arriscou enfiadas de bola e finalizou muitas vezes ao gol. Somente no primeiro tempo foram três tentativas de fora da área, mas em chutes fracos. O problema é que o meia tomou muitas decisões erradas. Ele demorou para soltar a bola, driblou e arriscou chapéus fora de tempo e não tocou a bola quando deixaria jogadores na cara do gol. No primeiro tempo, por exemplo, Love está livre na área, mas ele preferiu o drible e o chute truncado na sequência.

Botafogo 1x0 Corinthians (SP) - Campeonato Brasileiro, 34ª rodada - 21/11/2019 às 18h

Estádio Nilton Santos (Rio de Janeiro - RJ)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Leone Carvalho Rocha (GO) e Cristhian Passos Sobrence (GO)

Botafogo: Gatito Fernández; Fernando, Marcelo Benevenuto, Gabriel, Yuri (Lucas Barros, 31'/2ºT); Cícero, João Paulo, Alex Santana; Rhuan, Igor Cássio (Luiz Fernando, 26'/2ºT) e Diego Souza (Vinícius Tanque, 35'/2ºT). Técnico: Alberto Valentim.

Corinthians (SP): Cássio; Fagner, Manoel, Gil, Danilo Avelar; Gabriel (Janderson, 34'/2ºT), Junior Urso (Clayson, 16'/2ºT), Ramiro; Pedrinho, Vagner Love (Mateus Vital, 27'/2ºT) e Gustavo. Técnico: Dyego Coelho.

Cartões amarelos: Fernando e Gatito Fernández (BOT); Clayson e Fagner (COR)

Gols: Diego Souza, 18'/1ºT (1-0)

Público: 20.666 pagantes (22.548 presentes)
Renda: R$ 263.028,00

Comentários