Búzios consegue efeito suspensivo de punição que lhe retirou 12 pontos

Conforme prometido pela direção do Búzios, o clube recorreu da decisão em primeira instância proferida pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ), que havia aplicado pena com perda de 12 pontos ao time da Região dos Lagos por conta da suposta escalação irregular de dois atletas - Thales e Wilson - nas partidas contra EC Resende e Ação.

Além de um novo julgamento, que acontecerá no Pleno do TJD-RJ (ainda sem data definida), o Búzios também conseguiu decisão favorável de efeito suspensivo da pena. Sendo assim, recupera os 12 pontos perdidos até que uma nova decisão seja emitida pela Justiça Desportiva.

Com a pontuação recuperada, o Búzios salta para 19, na liderança do Grupo A. Tal mudança interfere diretamente nas quartas de final, já que a equipe da Região dos Lagos entraria na disputa e o Paraíba do Sul (segundo melhor terceiro colocado após a fase classificatória) perderia lugar. Os cruzamentos também passariam por alterações.

Com a indefinição no ar, a tendência é que a quarta divisão estadual seja paralisada até que o caso seja esgotado na esfera jurídica. De acordo com a tabela da competição no site oficial da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (FERJ), as quartas de final começariam na próxima quarta-feira (13), com os jogos de ida - o Búzios, naturalmente, não estava incluído nos duelos, já que havia sido eliminado com a perda de pontos.

Resta aguardar a definição da FERJ sobre a sequência da Série C. São duas possibilidades: substituir o Paraíba do Sul pelo Búzios e iniciar as quartas de final ou paralisar a competição até que uma decisão definitiva sobre o caso aconteça. Vale ressaltar: o Pleno do TJD-RJ é a segunda instância. Há, ainda, uma terceira e última, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que pode prolongar ainda mais o caso.


Fonte: FutRio

Comentários