Pular para o conteúdo principal

Anúncios

Entrada para a final da Copa Macaé será um brinquedo

Na função desde janeiro de 1995, Wandinho passará o “bastão” ao seu irmão Robson Agostinho a partir de 1º de janeiro. Em 2019, o futebol amador festejou o seu centenário e o presidente da entidade avalia a temporada como positiva.

– O sentimento é de dever cumprido. Foi um ano de muito trabalho. Considero que elevamos o patamar do futebol amador de Macaé em 2019. Fizemos o Campeonato Centenário, os torneios de base (sub-11, sub-13, sub-15 e sub-17), a Seleção Macaense que disputou o Estadual e agora temos a grande final da Copa Macaé. Foram muitas atividades e graças a Deus todas finalizadas com sucesso. A Liga sempre procurou dar boa qualidade às competições amadoras, que apesar do nome, buscamos ser os mais profissionais o possível – ressaltou.
Wandinho fez questão de agradecer o apoio dos clubes e de seus dirigentes e lamenta a falta de apoio do Poder Público para com o esporte amador da cidade.

– Estamos encerrando um calendário feito pelos próprios clubes e a Liga. Fizemos tudo isso com o nosso próprio trabalho, com criatividade e muito empenho, sem onerar um centavo do erário público. Graças à paixão de desportistas abnegados, estamos fazendo a nossa parte, que é dar fomento ao desporto amador, promovendo a inserção dos jovens na prática esportiva. Temos o objetivo de fazer a integração social entre as comunidades do município. Esse ano, tivemos 36 clubes no Campeonato Macaense (18 na Série A e 18 na B), número recorde, onde cada canto da cidade tinha um clube representante. Isso é muito gratificante para a gente – afirmou.

Presidente da Liga acredita em final muito equilibrada
O presidente da Liga também comentou sobre os finalistas da Copa Macaé. Apesar de ressaltar o bom momento do Galácticos, o dirigente também falou sobre a tradição do Unidos da Aroeira, um dos sete clubes filiados à entidade.

– Sobre os finalistas, acredito que o Galácticos tem um time muito guerreiro. Não veio como um dos favoritos e é uma surpresa estar nesta final. Mas, chegou com méritos e não será surpresa se conquistar a taça. É um clube modesto, de poucos dirigentes, mas com pessoas capacitadas que lutam pelo esporte. Só que do outro lado tem um gigante, uma equipe tradicional da cidade e que também vai lutar muito pelo título – avaliou.

A final da Copa Macaé será transmitida, com exclusividade, pela TV Esporte Press Brasil em sua página no Facebook, com narração de Arnaldo Garcia, comentários de Mário Luiz e reportagens de Tiago Ferreira. A outra opção é acompanhar a transmissão pela web rádio aqui em nosso no site.

Comentários