Pular para o conteúdo principal

Anúncios

Final da Copa Macaé será nesse domingo no Expedicionário

Grande expectativa para a final da Copa Macaé, que acontecerá neste domingo (17), no Estádio Expedicionário. Aroeira e Galácticos brigam pelo título de 2019. Segundo a Liga Macaense de Desportos (LMD), organizadora do evento, a disputa promete ser bastante acirrada.

Os macaenses estão convocados para marcarem presença no estádio. Além de prestigiar o esporte amador, essa é uma oportunidade para colocar em prática o seu lado solidário. No dia será realizada a arrecadação de brinquedos, novos ou usados (em bom estado de conservação) para doar para crianças carentes do município. Quanto mais pessoas colaborarem, maior será a corrente do bem.

A grande festa começa cedinho, às 8h, com o futebol das crianças. O jogo da final será às 10h. O presidente da LMD, Wanderson Agostinho, diz que uma grande festa está sendo preparada.

“Os finalistas irão receber a premiação no final. Estamos preparando uma festa para que eles possam comemorar”, diz. Quanto ao favorito ao título, Wanderson garante que é impossível prever, já que o Galácticos foi uma grande surpresa nessa temporada.

“A gente acredita que o Galácticos é um time muito guerreiro. Ele é uma grande surpresa estar na final, porque não veio como um dos favoritos, mas chegou e não será mais surpresa se ele conquistar o título. Mas futebol é imprevisível dentro de campo. A Liga tem a transparência de quem merece, realmente chega. Fico muito feliz porque é uma equipe mais modesta de dirigentes, mas com pessoas capacitadas e que lutam pelo esporte. Teve a oportunidade de chegar à final e chegou. Com todo o seu mérito. Essa é a nossa felicidade. Ter uma disputa entre uma equipe grande, que é a Aroeira, com o Galáctico, um time que tem pouco tempo e já foi campeão da Série B e agora está nessa briga pelo título de novo. Vamos lá. Futebol é isso. Vamos ver quem vai levantar essa taça linda, que está com o nome do Dr. Rubens Lopes, presidente da FERJ”, destaca.

A final terá também a transmissão, ao vivo, pela Esporte Press Brasil e por uma rádio local.

O presidente fala sobre a sensação de mais um dever cumprido. “É um fim de mais um campeonato no ano do centenário do nosso futebol amador em Macaé. A gente se sente com a sensação de missão cumprida. O desafio foi feito e alcançado. Foi um ano de muito trabalho para gente, o futebol amador teve uma elevação muito grande esse ano, nós fizemos o Campeonato Macaense – centenário, as competições de base do sub-11, 13 , 15 e 17, fizemos essa Copa Macaé. Foram muitas atividades em 2019 e, graças a Deus, tudo finalizado com êxito. A Liga sempre procurando dar a maior qualidade possível nas competições. Apesar de serem amadoras, buscamos ser o mais profissional. Fazemos, assim, um encerramento de um calendário de atividades feito pela LMD com os clubes sem um centavo do dinheiro público. Não temos apoio nenhum deles. Fizemos tudo com o nosso trabalho, criatividade e empenho. Temos que nos sentir honrados por isso porque estamos fazendo a nossa parte. Queira ou não, o futebol amador é uma cultura do macaense, uma tradição. Inserir os jovens na prática esportiva de forma ordeira e disciplinada. Nós temos com esse objetivo fazer a integração social entre as comunidades. Esse ano tivemos 36 equipes numa competição amadora. Foi recorde. Em cada canto da cidade tinha uma representatividade. Isso para a gente é muito gratificante. Tivemos oportunidade de fazer doações à Casa do Idoso, doação de alimentos, fizemos doação de sangue também, onde os clubes todos fizeram a campanha com os atletas e dirigentes. Ajudamos, de uma forma ou outra, a nossa cidade. Agora vamos encerrar essa Copa Macaé tentando fazer a felicidade de algumas crianças carentes”, avaliou.

Comentários