Galácticos e Aroeira derrotam Bengala e Sinditob e chegam pela primeira vez à decisão da Copa Macaé

A terceira edição da Copa Macaé terá um campeão inédito. Na tarde do último sábado (02), no Estádio Expedicionário, foram realizados os confrontos semifinais e a dupla Galácticos e Unidos da Aroeira garantiu vaga na grande decisão do campeonato. Eles derrotaram, respectivamente, o Bengala e o Sinditob. A Liga Macaense de Desportos (LMD) irá propor aos clubes finalistas na reunião desta terça-feira (05) que a partida seja realizada no dia 17 de novembro, às 10h.

Galácticos surpreende mais uma vez e derrota o Bengala por 3 a 1
Na primeira semifinal, o Galácticos mostrou mais uma vez porque é a sensação do campeonato. Após eliminar o Independente nas quartas-de-finais, a equipe novamente derrubou um favorito – desta vez o Bengala – e chegou à final da Copa Macaé. Com uma atuação segura, o Galácticos venceu por 3 a 1 e não deu chances ao adversário.

E a vitória começou a ser construída logo aos 11min do primeiro tempo. Marquinho aproveitou o vacilo de Boquinha na área, roubou a bola e tocou para Luizinho só finalizar sem chances para o goleiro Marcos. A única chance do Bengala na etapa inicial foi com o atacante Maicon Douglas, em cobrança de falta aos 41min. Porém, quatro minutos depois, brilhou novamente a estrela do Luizinho. O camisa 9 recebeu na intermediária, se livrou de pelo menos quatro marcadores, e chutou firme. A bola desviou no zagueiro Rato e enganou Marcos. Galácticos 2 a 0.

No segundo tempo, o Bengala foi em busca do resultado e quase diminuiu aos 15min em chute de Maicon Douglas que exigiu boa defesa de André Balada. A equipe só descontou aos 40min. Após cruzamento da esquerda, Luis falhou e Maicon Douglas só empurrou para as redes. Foi o sexto gol do artilheiro isolado da Copa Macaé. Entretanto, na busca desenfreada pelo empate, o Bengala viu o Galácticos chegar ao terceiro gol aos 44min com Clovinho. Final: Galácticos 3 a 1 e vaga garantida na decisão.

FICHA TÉCNICA
BENGALA 1 X 3 GALÁCTICOS
Data/Hora: 02/11/2019 – 13h
Local: Estádio Expedicionário
Árbitro: Carlos Vilela
Auxiliares: Fábio Rogério e Luis Guilherme
Cartões amarelos: Luan, Mocotó e Maicon Douglas (BEN); Luis, Alex e Natan (GAL)
Gols: Luizinho, 11’1ºT (0-1) e 45’1ºT (0-2); Maicon Douglas, 40’2ºT (1-2) e Clovinho, 44’2ºT (1-3)
>> Bengala: Marcos; Luan, Douglas Felipe, Rato e Mocotó; Wallison (Marcos Paulo), Boquinha, Netinho (Gabriel) e Wellington (Lailson); Kelvinho (Cocão) e Maicon Douglas. Técnico: Jeferson Grilo.
>> Galácticos: André Balada; Maito, Júnior (Luis), Nego e Felipe Neres; Kaike, Robson Lira, Felipe Alemão (Jhon Lennon) e Marquinho (Alex); Maninho (Natan Lira) e Luizinho (Clovinho). Técnico: Pingo.

Sinditob reage no fim, mas perde para o Aroeira nos pênaltis: 6 a 5
Já na segunda semifinal da Copa Macaé teve de tudo um pouco. Jogo pegado, rivalidade a flor da pele, provocações, empate no último minuto, arbitragem polêmica e no fim a festa do Unidos da Aroeira, que derrotou o Sinditob por 6 a 5 na disputa por pênaltis após o empate em 2 a 2 no tempo regulamentar.

O duelo não foi de muitas chances reais de gol. E a primeira foi do Aroeira, aos 23min, em chute do lateral-direito Lucas que exigiu grande defesa de Erick. Mas, no ataque seguinte, o Sinditob abriu o marcador. Em ótimo passe de Leanderson, Deja recebeu na área e chutou cruzado, sem chances para Zanaca. O Aroeira não sentiu o golpe e empatou a partida aos 44min. Lucas cruzou da direita e Bahia marcou de cabeça.

Na etapa final, o panorama pouco se modificou. Tanto que os gols saíram apenas na reta final do confronto. Aos 36min, o atacante Pimenta deixou o Aroeira em vantagem no marcador. Só que, assim como nas quartas, o Sinditob mostrou forças nos minutos finais e deixou tudo igual aos 45min com Leanderson. O empate em 2 a 2 levou à disputa da vaga para a grande decisão para as penalidades máximas.

E como é o futebol. Leanderson, que fez o gol de empate, foi quem abriu a disputa por pênaltis para o Sinditob e desperdiçou a sua cobrança. Em seguida, Felipe Bichara fez 1 a 0 Aroeira. Na segunda cobrança, Luis marcou para o Sinditob e Porquinho viu o goleiro Erick defender a sua penalidade. Com o 1 a 1 no placar, as duas equipes converteram as próximas quatro cobranças cada: Rudhyere, Matheus Jhosen, Deja e Beu para o Sinditob e Lucas, Neneca, Pimenta e Marquinho para o Aroeira. 

Com o placar em 5 a 5, a série foi decidida na sétima cobrança. Ricardinho foi para a bola e Zanaca defendeu. O lance gerou muita reclamação por parte da equipe do Sinditob, que alegou que o goleiro se adiantou. Porém, a arbitragem considerou o lance normal e, na sequência, o experiente zagueiro Marcelo Sono marcou o gol da classificação do Aroeira. Final: 6 a 5 e festa da equipe no gramado do Expedicionário.

FICHA TÉCNICA
AROEIRA 2 (6) X 2 (5) SINDITOB
Data/Hora: 02/11/2019 – 15h
Local: Estádio Expedicionário
Árbitro: Fábio Rogério
Auxiliares: Carlos Vilela e Luis Guilherme
Cartões amarelos: Zanaca, Marcelo Sono, Júnior da Pose, Felipe Bichara, Adrianinho, Neneca e Marquinho (ARO); Josué, Leanderson, Abel e Beu (SIN)
Gols: Deja, 24’1ºT (0-1); Bahia, 44’1ºT (1-1); Pimenta, 36’2ºT (1-2); Leanderson, 45’2ºT (2-2)
>> Aroeira: Zanaca; Marcelo Sono, Júnior da Pose (Igor) e Porquinho; Lucas, Adrianinho (Neneca); Bahia, Matheus Valença (Mimizada) e Felipe Bichara; Aldênio (Marquinho) e Pimenta. Técnico: Torum.
>> Sinditob: Erick; Maiquinho (Neguebinha), Josué, Dinei e Pó Royal (Beu); Abel (Douglas Neves), Leanderson, Ricardinho e Rudhyere; Baianinho (Matheus Jhosen) e Deja. Técnico: Adriano Freitas.



>> Quartas-de-finais:
Q1 – Bengala 2 x 0 AMFE – 26/10 – 13h
Q2 – Águia 2 (2) x 2 (4) Aroeira – 26/10 – 15h
Q3 – Independente 2 (2) x 2 (4) Galácticos – 27/10 – 13h
Q4 – Sinditob 3 (3) x 3 (0) Fúria – 27/10 – 15h

>> Semifinais:
S1: Bengala 1 x 3 Galácticos – 02/11 – 13h
S2: Aroeira 2 (6) x 2 (5) Sinditob – 02/11 – 15h

>> Final:
Galácticos x Aroeira (17/11 – 10h*) 
*Dia e horário a serem confirmados na reunião desta terça-feira, na sede da LMD

>> Artilharia:
6 gols: Maicon Douglas (Bengala)
4 gols: Clovinho (Galácticos)
3 gols: Fabiano (Independente); Matheus Valença (Unidos da Aroeira)
2 gols: Álvaro, Cleitão, Orelha e Rafael (Águia); Paulo Henrique (AMFE); Boquinha (Bengala); Luiz Carlos (Casimiro); Thiarles (Fúria); Jhon Lennon e Luizinho (Galácticos); Guigui e João (Napoli); Deja e Leanderson (Sinditob); Gabriel Coutinho (Trezentos)
1 gol: Adriano Max, Lucas Barros e Victor Manoel (ABC); Douglas e Kaike (Águia); Kayo Gabriel (AMFE); Lailson, Mocotó, Vinicius, Wallison e Wellington (Bengala); Cristiano e Lucas Souza (Borússia); Deivison, Diego Florêncio e Fernando (Casimiro); Bocão, Geovane, Gu, Maurício, Robson e Wesley (Fúria); Alex, Maninho e Patrick (Galácticos); Gabriel, João Paulo, Jubão e Vitinho (Independente); Carlão e William (Napoli); Pó Royal e Baianinho (Sinditob); Paulinho (Trezentos); Bahia, Rodrigo e Pimenta (Unidos da Aroeira)

>> Números gerais:
Jogos realizados: 27
Gols marcados: 87
Média: 3,22 gols por jogo

Fonte: Esporte Press Brasil

Comentários