Sem jogar, Flamengo é campeão brasileiro 23 horas após vencer Libertadores

Flamengo fez festa em trio elétrico com o troféu da Libertadores pouco antes de o título brasileiro ser confirmado - FAUSTO MAIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO
Solta o grito de campeão, Nação (de novo)! O Flamengo conquistou hoje (24) o título do Campeonato Brasileiro de 2019, pouco menos de 24 horas após levantar a taça da Copa Libertadores. O Rubro-Negro volta assim a ganhar o principal troféu do futebol nacional dez anos depois de sua última conquista de Brasileirão, que datava de 2009.

E os comandados de Jorge Jesus não precisaram nem entrar em campo para sacramentar a conquista que já estava encaminhada há semanas. O título foi confirmado com o tropeço do Palmeiras diante do Grêmio em jogo disputado no fim da tarde deste domingo, no Allianz Parque, em São Paulo.

Restando quatro rodadas para o fim do campeonato e portanto doze pontos em disputa para cada equipe, o líder Flamengo não pode mais ser ultrapassado por ninguém. Os cariocas terminarão em primeiro lugar mesmo se perderem todas as partidas restantes e se o vice-líder Santos vencer todos os seus últimos jogos.

O título do Fla foi conquistado com quatro rodadas de antecedência graças à trajetória meteórica da equipe pós-Copa América sob comando de Jorge Jesus. Desde a chegada do "Mister", foram 19 vitórias, quatro empates e apenas uma derrota no Brasileirão. A equipe não perde desde agosto e está portanto invicta há 20 rodadas.

Individualmente, os destaques do Flamengo são os homens de frente, responsáveis pelo melhor ataque do Brasileirão, com 73 gols anotados em 34 jogos, numa média superior aos dois tentos por partida. Alimentados por Arrascaeta e Everton Ribeiro, Gabigol, com 22, e Bruno Henrique, com 18, são artilheiro e vice-artilheiro do torneio.

Restando ainda quatro jogos pela frente, o Flamengo já ostenta a melhor campanha da história do Brasileiro de pontos corridos com 20 clubes. Os atuais 81 pontos são os mesmos que o Corinthians, com 38 partidas disputadas, conquistou em 2015. Os desafios finais do Rubro-Negro são: Ceará (casa), Palmeiras (fora), Avaí (c) e Santos (f).

A festa (quase) não para
A euforia do título brasileiro engata na da conquista da Libertadores. Quando o apito inicial soava para o derradeiro jogo no estádio do Palmeiras, os jogadores do Flamengo ainda desfilavam em trio elétrico, ostentando o troféu do torneio sul-americano pelas ruas do Rio de Janeiro, cercados por uma multidão rubro-negra.

Eram quase 19h de ontem (23), no horário de Brasília, quando acabou em Lima, no Peru, o jogo entre Flamengo e River Plate, vencido de virada pelos rubro-negros por 2 a 1. Quase 23 horas depois, com a confirmação da derrota do Palmeiras para o Grêmio, a festa rubro-negra a nível sul-americano ganhou também contorno nacional.

Cabe destacar, porém, que a comemoração flamenguista pelas ruas do Rio foi interrompida por confrontos entre torcedores e policiais quando a bola ainda rolava no Allianz Parque. Houve arremesso de garrafas, pedras, latas e cones em direção aos policiais, que responderam com bombas de efeito moral.

Comentários