Pular para o conteúdo principal

Anúncios

Unidos da Aroeira espanta “zebra”, bate o Galácticos por 2 a 1 e conquista de forma inédita a Copa Macaé

A temporada do futebol amador foi encerrada em grande estilo na manhã deste domingo (17), no Estádio Expedicionário. Após vir de duas disputas de pênaltis (contra o Águia nas quartas-de-final e o Sinditob na semifinal), o Unidos da Aroeira derrotou o Galácticos por 2 a 1 e conquistou, de forma inédita, o título da Copa Macaé.

Um dos clubes mais tradicionais da cidade, os comandados do técnico Torum – eleito o melhor da competição – não deram chances para o Galácticos, que chegou a grande final após eliminar equipes favoritas como o Independente e o Bengala. Tricampeão Macaense (2006, 2008 e 2011), o Unidos da Aroeira espantou a “zebra” e faturou o Troféu Rubens Lopes, em homenagem ao presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ).
É CAMPEÃO! Festa tricolor no gramado do Estádio Expedicionário
Além do presidente da Liga Macaense de Desportos (LMD), Wanderson Agostinho, que após 25 anos se despede do cargo a partir do dia 31 de dezembro, a cerimônia de premiação contou com a presença dos vereadores Paulo Antunes e Maxwell Vaz, além do secretário de Cultura, Thales Coutinho. 

Dentre as premiações individuais, o atacante Maicon Douglas, do Bengala, recebeu a “chuteira de ouro” como o artilheiro da competição, com 6 gols. André Balada, do Galácticos, foi eleito o melhor goleiro. Já o destaque da Copa Macaé foi uma homenagem ao zagueiro Marcelo Sono, do campeão Unidos da Aroeira. Aos 41 anos, ele é o jogador mais experiente do torneio e é um dos líderes da equipe.

HISTÓRIA DA COPA MACAÉ

Antes de a bola rolar para a decisão, a LMD promoveu uma preliminar entre o Independente e a Escolinha Guerreirinhos (do Fluminense) nas categorias sub-11 e sub-13. A garotada colocou em prática o lado solidário e trouxe vários brinquedos que posteriormente serão doados para as crianças carentes do município, às vésperas do Natal.

Aroeira mostra espírito de luta e não dá chances ao Galácticos
Em 2019, o Unidos da Aroeira não havia vencido um jogo sequer de mata-mata nos 90 minutos. No Campeonato Macaense, a equipe foi eliminada nas quartas-de-finais para o Fúria na disputa por pênaltis (4 a 1) após empate em 0 a 0 no tempo normal. Na Copa Macaé, tanto nas quartas quanto nas semifinais, a vaga só veio nas penalidades após duas partidas terminadas em 2 a 2: contra o Águia (4 a 2 nos pênaltis) e Sinditob (6 a 5). Na decisão, entretanto, o Aroeira se impôs e bateu o Galácticos por 2 a 1.

A equipe começou a grande final marcando o adversário em seu campo de defesa e, com isso, conseguiu ter a maior posse de bola. Aos 14 minutos, o Aroeira já criou uma grande chance. O atacante Pimenta desarmou o zagueiro Cirio e tocou para Matheus Valença. O apoiador recebeu na cara do gol e finalizou para a grande defesa de André Balada. Apesar do maior volume, o time do Aroeira também encontrava dificuldades para entrar na área adversária.

O Galácticos só levou perigo na etapa inicial aos 35min. Após cruzamento da direita, Clovinho mandou, de cabeça, a bola no travessão. Na sobra, Kaique pegou mal e desperdiçou boa chance. A resposta do Aroeira veio aos 40. Felipe Bichara cobrou falta no bico direito da área e Pimenta cabeceou na trave. Na sequência da jogada, Aldênio e Matheus Valença finalizaram, mas sem sucesso.
Com o dedo aos céus, Matheus Valença abriu o caminho para a vitória
Porém, três minutos depois, aos 43, o Unidos da Aroeira abriu o marcador. Bahia roubou a bola de Maninho na intermediária e tocou para Aldênio na direita. O atacante foi ao fundo e cruzou rasteiro para Matheus Valença, sem marcação, só empurrar para as redes. Foi o quarto gol do meia na Copa Macaé, vice-artilheiro ao lado do Clovinho, do Galácticos.

Para a etapa final, o Galácticos voltou com o meia Alex no lugar do volante Robson Lira e o time ganhou mais volume ofensivo. Aos 13min, o próprio Alex cobrou falta e Sanaca fez boa defesa. No entanto, quando a equipe parecia que estava perto do empate, sofreu um verdadeiro banho de águia fria na volta da parada técnica. Aos 22min, após escanteio pela esquerda, a bola sobrou para o lateral-direito Igor, que havia entrado cinco minutos antes, para fazer o segundo gol do Aroeira.

CAMPANHA DO AROEIRA

Com a vantagem de 2 a 0 no placar, o Aroeira passou a jogar nos contra-ataques, mas aos 27min levou um susto. Alex tentou cruzar da esquerda, a bola não foi cortada por nenhum defensor, e foi direto para o gol. O gol deu novo ânimo ao Galácticos que tentou o empate a todo o custo. Só que o Unidos da Aroeira soube segurar o ímpeto do adversário e festejou a inédita conquista após o apito final do árbitro.

Aroeira ficou com o Troféu Rubens Lopes

FICHA TÉCNICA
GALÁCTICOS 1 X 2 UNIDOS DA AROEIRA
Data/Hora: 17/11/2019 – 10h
Local: Estádio Expedicionário
Árbitro: Alfredo Pereira Fernandes Neto
Auxiliares: Cremildo Corrêa Júnior e Luis Guilherme
Cartões amarelos: Robson Lira e Felipe Alemão (GAL); Sanaca, Porquinho, Marcelo Sono, Júnior da Pose e Pimenta (ARO)
Gols: Matheus Valença, 43’1ºT (0-1); Igor, 22’2ºT (0-2); Alex, 27’2ºT (1-2)
>> Galácticos: André Balada; Maito (Jhon Lennon, 25’2ºT), Círio, Nego (Buia, 46’2ºT) e Felipe Neres; Robson Lira (Alex, intervalo), Kaique, Felipe Alemão e Maninho; Clovinho e Luizinho. Técnico: Pingo Guardiola.
>> Unidos da Aroeira: Sanaca; Porquinho (Igor, 17’2ºT), Nonô, Marcelo Sono e Felipe Bichara; Júnior da Pose (Rafael, 32’2ºT), Bahia, Dener (Marquinho, 17’2ºT) e Matheus Valença; Aldênio (Mimizada, 32’2ºT) e Pimenta (Rodrigo, 46’2ºT). Técnico: Torum.

>> Artilharia:
6 gols: Maicon Douglas (Bengala)
4 gols: Clovinho (Galácticos); Matheus Valença (Unidos da Aroeira)
3 gols: Fabiano (Independente); 
2 gols: Álvaro, Cleitão, Orelha e Rafael (Águia); Paulo Henrique (AMFE); Boquinha (Bengala); Luiz Carlos (Casimiro); Thiarles (Fúria); Alex, Jhon Lennon e Luizinho (Galácticos); Guigui e João (Napoli); Deja e Leanderson (Sinditob); Gabriel Coutinho (Trezentos)
1 gol: Adriano Max, Lucas Barros e Victor Manoel (ABC); Douglas e Kaike (Águia); Kayo Gabriel (AMFE); Lailson, Mocotó, Vinicius, Wallison e Wellington (Bengala); Cristiano e Lucas Souza (Borússia); Deivison, Diego Florêncio e Fernando (Casimiro); Bocão, Geovane, Gu, Maurício, Robson e Wesley (Fúria); Maninho e Patrick (Galácticos); Gabriel, João Paulo, Jubão e Vitinho (Independente); Carlão e William (Napoli); Pó Royal e Baianinho (Sinditob); Paulinho (Trezentos); Bahia, Igor, Rodrigo e Pimenta (Unidos da Aroeira)

Maicon Douglas, do Bengala, artilheiro da Copa Macaé com 6 gols

>> Números gerais
Jogos realizados: 28
Gols marcados: 90
Média: 3,21 gols por jogo

Fonte: Esporte Press Brasil

Comentários