Pular para o conteúdo principal

Anúncios

Josué Teixeira espera jogo difícil contra o Nova Iguaçu, mas garante Cano forte

Resultado de imagem para josue teixeira
Depois da vitória emocionante aos 56 minutos do segundo tempo diante do Nova Iguaçu, no último sábado, o técnico do Americano, Josué Teixeira, admitiu que a situação era difícil, mas afirmou: “estamos na briga”. O Alvinegro entrou na terceira rodada da Seletiva da Série A do Campeonato Estadual sem vencer e sem marcar nenhum gol. Um resultado negativo no final de semana praticamente eliminaria o Cano, mas o triunfo levou a equipe de Josué à quarta colocação com quatro pontos, dois abaixo do Macaé, próximo adversário e que está dentro da zona de classificação à próxima fase.

— Precisávamos muito dessa vitória. Estávamos pressionados, sabíamos das dificuldades de jogar na casa do Nova Iguaçu e pelos outros resultados, tínhamos a consciência de que a classificação era difícil. Mas agora estamos na briga. Qualquer outro resultado não estaríamos na briga. Essa vitória, com virada no último minuto, recupera todo o ânimo do grupo — disse Josué ao site Futrio.

O Americano perdeu para a Portuguesa, na primeira rodada, e ficou no empate sem gols com o America na sequência. Diante do Nova Iguaçu, o Alvinegro também empatava em 1 a 1 até os 56 minutos da etapa final, quando o atacante Di Maria resolveu e deu a primeira vitória ao Cano.

— Trabalhamos muito bem a bola e fizemos a jogada por dentro, pois sabíamos que o Di Maria é muito forte nessa infiltração entre os zagueiros e achamos essa bola que nos deu a vitória. Ele é um garoto sortudo, sempre faz gols importantes — finalizou.

O Americano volta aos gramados nesta quarta-feira para encarar o Macaé no confronto do Norte Fluminense na Seletiva. O Alvianil Praiano também perdeu na estreia, para o America, mas depois se recuperou e vem de duas vitórias seguidas contra Nova Iguaçu e Friburguense.

Mais uma vez quem decidiu para os macaenses foi o artilheiro Matheus Babi, que marcou de pênalti, e chegou a quatro gols em três partidas na competição.

O lateral esquerdo Paulo Vitor exaltou a boa fase do time, que venceu os dois jogos que fez no estádio Cláudio Moacyr de Azevedo.

— A maneira que nós procuramos encarar o modelo de competição da Seletiva. Procuramos marcar forte e criar oportunidades pelos lados. É onde a gente tem jogado um pouco mais, pela direita, pela esquerda. Foi uma maneira que nós achamos. Fora o nosso fator casa. Aqui dentro a gente nunca deve perder pontos. Isso é uma coisa que botamos como foco, para não perdermos pontos dentro de casa e a equipe tem feito isso muito bem — declarou o jogador.

O Macaé ainda tem uma partida em casa, na última rodada, contra a Portuguesa, porém, o vendaval que atingiu Macaé no final da tarde desta segunda-feira derrubou parte da cobertura de uma das arquibancadas do Moacyrzão. No momento do incidente não havia ninguém no local.

De acordo com a Marinha, a estimativa é de que os ventos atingiram até 70 km/h no município.

A estrutura do estádio recebeu melhorias por parte da Prefeitura de Macaé nos últimos meses e o Moacyrzão foi liberado pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) para ser a casa do Alvianil Praiano no Estadual.

O estádio chegou a ficar quase um ano interditado por não apresentar condições de segurança. Na última edição do Estadual, o Macaé mandou seus jogos fora do município. 

Comentários