Pular para o conteúdo principal

Anúncios

Vasco marca no fim e conquista primeira vitória no Carioca

Cano vasco
O Vasco sofreu, mas com um gol aos 49 minutos de Germán Cano de cabeça, conseguiu vencer o Boavista, no estádio Kleber Andrade (ES), e conquistou seus primeiros três pontos no Campeonato Carioca

Vasco vai pro vestiário sob vaias, mas segue sem criatividade
Os comandados de Abel Braga não conseguiram dar muito trabalho ao goleiro Kléver na primeira etapa e com poucas chances criadas foram pro vestiário ao som de muitas vaias. Mesmo assim, a reclamação da torcida não ajudou. Na etapa final, o time continuou sem conseguir criar no campo de ataque e não obrigou o arqueiro adversário a fazer defesas importantes.

Boavista se defende para poder atacar
Já a equipe de Saquarema optou pela estratégia de se defender e explorar os espaços deixados pelo Vasco na recomposição. Dessa forma, o time dirigido por Paulo Bonamigo, em muitos momentos, marcava com os onze jogadores atrás da linha do meio campo, dificultando a criação de jogadas vascaínas.

Cronologia do jogo
A primeira etapa da partida não foi de muitas oportunidades. Na primeira etapa, as chances de maior perigo do Vasco nem foram em direção ao gol: aos quatro minutos Marrony aproveitou cruzamento de Pikachu, chutou cruzado e levou perigo ao gol de Kléver e aos 30, Talles chutou cruzado, Cano desviou e a bola passou rente à trave. Já o Boavista teve seu melhor momento aos 42 minutos, a defesa cruzmaltina saiu jogando errado, a bola sobrou para Caio Dantas, que obrigou Fernando Miguel a fazer uma defesa importante.

Na segunda etapa o roteiro se repetiu e as chances continuaram escassas. O Vasco chegou com perigo aos 17 minutos, o meia Gabriel Pec cobrou falta pelo lado esquerdo e Talles cabeceou, a bola passou raspando a trave. E o Boavista deu trabalho a Fernando Miguel com uma batida de falta de Jean Victor, aos 23. Nos acréscimos, Luis Soares teve a chance para dar a vitória aos comandados de Bonamigo, mas chutou forte demais e a bola explodiu no travessão. Como quem não faz, toma. O Vasco fez com Cano aos 49 minutos do segundo tempo.

Abel ouve gritos de "burro"
Nos minutos finais da partida, a torcida vascaína pediu a entrada do Ribamar. Quando o jogador foi chamado por Abel, o estádio vibrou. No entanto, ao ser anunciado que Talles Magno deixaria o gramado para a entrada do atacante, os torcedores se irritaram e chamaram o comandante de "burro".

Boavista 0x1 Vasco - Campeonato Carioca, Taça Guanabara, 3ª rodada - 25/01/2020 às 19h

Estádio Kleber Andrade (Cariacica - ES)
Árbitro: Alex Gomes Stefano
Assistentes: Daniel do Espírito Santo Parro e Gustavo Mota Correia

Boavista: Klever; Wellington Silva, Victor Pereira, Elivelton e Jean; Fernando Bob, Erick Flores e Tartá (Gabriel Cassimiro, 41'/2ºT); Michel, Jefferson Renan (Luis Soares, 22'/2ºT) e Caio Dantas (Renan Donizete, 42'/2ºT). Técnico: Paulo Bonamigo.

Vasco: Fernando Miguel; Pikachu, Werley, Castan e Henrique; Bruno Gomes, Raul (Vinícius, 26'/2ºT) e Juninho (Gabriel Pec, intervalo); Marrony, Talles Magno (Ribamar, 38'/2ºT) e Cano. Técnico: Abel Braga. 

Gol: Cano, 49'/2ºT (0-1);


Cartões amarelo: Erick Flores, Victor Pereira, Elivelton (BOA); Castan (VAS).

Comentários