Pular para o conteúdo principal

Anúncios

Botafogo segura empate, elimina Caxias e avança na Copa do Brasil

Imagem
O Botafogo poderia até empatar que estaria classificado na Copa do Brasil. E foi justamente o que aconteceu nesta quarta-feira, no Centenário. O resultado de 1 a 1 com o Caxias colocou os cariocas na segunda fase da competição. Pedro Raúl abriu o placar para o Alvinegro, e Carlos Alberto deixou tudo igual para os gaúchos.

Na próxima fase, o Botafogo espera o vencedor de Toledo-PR ou Náutico, ainda com data indefinida. O Alvinegro volta a campo neste domingo, quando medirá forças com o Fluminense, no Maracanã, pelo Campeonato Carioca.

Caxias faz pressão, e Botafogo responde no contra-ataque
O início da partida foi marcado pela pressão exercida pelo Caxias, que tinha sinal verde pelos lados do campo e chegam com perigo ao gol de Gatito Fernández. O Botafogo, por sua vez, apostava nos contra-ataques para tentar o gol. Vinicius Baiano teve grande chance logo aos 4min. Ele chutou da entrada da área, mas parou no goleiro alvinegro.

Pedro Raul marca em jogada ensaiada
Além dos contra-ataques, o Botafogo também era muito forte nas jogadas de bola aérea. E foi justamente dessa forma que os cariocas abriram o placar. Após falta cobrada pela direita, Carli desviou no primeiro pau e Pedro Raul apareceu no segundo para estufar as redes: 1 a 0.

Caxias empata com golaço
Cinco minutos. Esse foi o tempo que o botafogo ficou com a liderança do placar. O Caxias reagiu rapidamente e conseguiu a igualdade em um golaço de Carlos Alberto. O apoiador recebeu na entrada da área e acertou uma paulada. A bola chegou a tocar no travessão antes de vencer Gatito: 1 a 1.

Gatito salva Botafogo
Os donos da casa se animaram com o gol e partiram em busca da virada. E ela só não saiu porque Gatito realizou um milagre. Vinicius Baiano recebeu passe em posição legal, já que Guilherme dava condições, e tentou deslocar o paraguaio, que mostrou agilidade para evitar o segundo.

Guilherme erra e perde gol incrível
A animação do Caxias gerou espaço na defesa, e o Botafogo só não aproveitou porque Guilherme cometeu um erro inacreditável. Pedro Raul fez lindo lançamento para o lateral que ficou cara a cara com Marcelo Pitol. Ele tentou o passe lateral para Luís Henrique, mas tocou muito mal e entregou a bola para o adversário.

Pitol salva segundo de Pedro Raul
No escanteio gerado pelo lance perdido por Guilherme, o Botafogo quase voltou a ficar na frente do placar. Pedro Raul ganhou disputa com a zaga e cabeceou firme. A bola encobriu Marcelo Pitol e tinha endereço certo. O goleiro do Caxias, no entanto, fez linda defesa ao mostrar agilidade e reflexo.

Botafogo muda marcação e surpreende Caxias
O Botafogo voltou com nova postura para o segundo tempo. Em vez de apostar nos contra-ataques, o time passou a fazer uma marcação mais forte, apertando os zagueiros. Isso surpreendeu o Caxias, que passou a ter mais dificuldade em trocar passes e, consequentemente, cirar boas oportunidades. O problema é que o Alvinegro viu Pitol fazer boas defesas e evitar o segundo gol. Pedro Raul tentou algumas vezes.

Caxias tem chance de ouro, mas manda para fora
Nos acréscimos do jogo, o Caxias teve a chance que tanto buscou no segundo tempo. Cícero e Carli bateram cabeça e a bola sobrou limpa para Da Silva chutar para fora.

FICHA TÉCNICA
CAXIAS-RS 1 X 1 BOTAFOGO

Data e hora: 05/02/20, às 21h30 (horário de Brasília)
Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS)
Arbitro: Lucas Canetto Bellote (SP)
Auxiliares: Miguel Cataneo da Costa (SP) e Evandro de Melo Lima (SP)
Cartões amarelo: Vinicius Baiano, Marcelo Pitol, Carlos Alberto, Gilmar (CAX) Pedro Raúl (BOT)
Gols: Pedro Raúl, aos 12min, e Carlos Alberto, aos 17mim do primeiro tempo;

Caxias: Marcelo Pitol; Ivan, Laércio, Thiago Sales e Bruno Ré; Yuri (Da Silva), Vinicius Baiano (Bruninho), Carlos Alberto e Juninho Potiguar (Léo Tilica); Diogo Oliveira e Gilmar. Técnico: Rafael Lacerda

Botafogo: Gatito Fernández, Fernando, Marcelo Benevenuto, Joel Carli e Guilherme (Danilo Barcelos); Cícero, Thiaguinho, Alex Santana e Bruno Nazário (Rafael Navarro); Luiz Henrique e Pedor Raúl. Técnico: Alberto Valentim

Comentários