Pular para o conteúdo principal

Anúncios

CEDE Alphaville conta com mais uma modalidade: vôlei de quadra

A dona de casa Jeanne Carvalho leva todos os dias os filhos David e Julia, respectivamente, 5 e 9 anos, para as aulas de karatê e triatlo no Centro Escola do Esporte Bruno Rangel - CEDE Alphaville. O espaço esportivo da Prefeitura de Campos atende, atualmente, mais de 600 alunos e este ano passa oferecer vôlei de quadra. No local, há ainda balé, judô, karatê, balé, funcional, futsal, natação, hidroginástica e triatlo.

- O esporte vem fazendo a diferença na vida dos meus filhos. Além de estarem mais disciplinados, estão mais concentrados e isso reflete no rendimento escolar. Estamos felizes com o resultado e desenvolvimento das crianças - explicou Jeanne, enquanto aguardava o filho Davi na aula de karatê.
As aulas de vôlei de quadra serão as terças e quintas-feiras da 8h às 9h30. Para se matricular em qualquer modalidade basta procurar a secretaria da unidade e apresentar cópia da carteira de identidade, ou certidão de nascimento, comprovante de residência, declaração da escola, atestado médico e duas fotos 3 x 4. 

Transferência – Desde essa segunda (9), as aulas de judô, taekwondo, karatê, aikidô e jiu-jitsu, que eram realizadas no Centro de Artes Marciais, na sede da Fundação Municipal de Esportes (FME), foram transferidas para o CEDE Alphaville. O prédio de dois andares vai passar por reforma completa, que inclui acessibilidade. 
- Estamos trabalhando e buscando recursos junto ao governo federal e a iniciativa privada para ampliar e melhorar o espaço esportivo. A reforma do Centro de Artes é o resultado desse trabalho de captação de recursos, que é o novo modelo de administração proposta pelo governo do prefeito Rafael Diniz - comentou o presidente da FME, Raphael Thuin.

O vendedor Igor Caiã Medeiros, que faz aula de taekwondo com o professor César Pinudo, na FME, elogiou o novo espaço. “Sabemos que essa transferência é provisória e que em breve estaremos retornando para a sede da FME. A obra no local era necessária e seria impossível fazer aula com obra no local.  Faço o esporte há 5 anos e o resultado tem sido muito positivo para mim”, comentou.

Comentários