Pular para o conteúdo principal

Anúncios

ESPN suspende toda programação ao vivo por tempo indeterminado por pandemia

Jornalista André Kfouri anuncia medida da ESPN em prevenção à pandemia do coronavírus - Reprodução
De forma surpreendente, a ESPN Brasil anunciou na noite desta sexta-feira (20) suspender por tempo indeterminado toda a sua programação ao vivo por conta da pandemia do Covid-19, o novo Coronavírus. A informação foi lida em rápido editorial pelo jornalista André Kfouri, na última edição do SportsCenter de hoje.

Segundo apurou a reportagem do UOL Esporte, a decisão da direção da Disney, que comanda a ESPN no Brasil, se deve para resguardar totalmente os funcionários da emissora esportiva e evitar o avanço cada vez maior da doença em nosso país.

No entender do comando da ESPN, colocar programas ao vivo demanda muita gente, mesmo que haja uma redução significativa da programação como aconteceu nos últimos dias. Agora, apenas técnicos irão para a emissora, para programar e colocar reprises de programas e eventos no ar.

A decisão pegou de surpresa apresentadores e jornalistas, já que a ESPN Brasil é a primeira TV esportiva a suspender totalmente sua programação ao vivo. O Fox Sports ficará seis horas no ar a partir deste sábado. Já o SporTV, ao contrário do mercado, aumentou seu tempo ao vivo, o que gerou revolta interna.

No rápido editorial que deu a notícia para o público, o jornalista André Kfouri explicou as razões da ESPN Brasil para fazer e isso. Em nome de todos os empregados do canal esportivo, Kfouri pediu para que toda a audiência ficasse em casa para evitar um colapso do sistema de saúde.

"Preocupada com o bem-estar de seus colaboradores, a ESPN Brasil decidiu dar um tempo em sua programação ao vivo, para minimizar ao máximo os efeitos da situação. Vamos fazer a nossa parte. Fique em casa! A vida e a saúde em primeiro lugar. Não subestime a situação. Cuide-se, e cuide dos outros também. Obrigado pela compreensão", afirmou Kfouri.

Diretriz sobre ao vivo segue ESPN americana
A suspensão da programação ao vivo da ESPN segue uma visão que já vem dos Estados Unids. Recentemente, o vice-presidente executivo, aquisições e programação da ESPN nos Estados Unidos, Burke Magnus, falou em pronunciamento oficial que a paralisação das ligas americanas pelo Covid-19 era um desafio. A intenção do canal americano, e que será seguida no Brasil, pelo que apurou o UOL Esporte, é apostar em reprises históricas e conteúdo mais interativo com quem está em casa.

"Ouvimos de alguns fãs, que eles gostariam de reviver as apresentações de jogos completos de grandes eventos. Principalmente neste momento, estamos explorando essa possibilidade. O desafio é que agora precisamos replicar essa dinâmica 24 horas por dia, sete dias por semana em vários lugares. É isso que está à nossa frente em termos de planejamento a longo prazo", afirmou o executivo na ocasião.

Comentários