Pular para o conteúdo principal

Anúncios

Maique: "Eu me mantenho firme, isolado no quarto, está sendo bem difícil"

Maique Paulistano — Foto: Reprodução/Instagram
Aqui é o Maique, jogador de basquete do Paulistano, e eu vim aqui para falar um pouco desse acontecido comigo, do coronavírus. Eu vim para falar um pouco dos sintomas que eu tive, da minha recuperação aí, um pouco do meu dia a dia também. E é isso.

Então, vamos começar. Meus primeiros sintomas. Eu tive um pouco de dor de cabeça, bastante dor no corpo, fiquei resfriado, tive um pouco de dor de garganta também, comecei a tossir um pouco e foi um início bem chato, que me incomodava bastante para dormir. Eu cheguei a passar uma noite inteira sem dormir por causa dos sintomas, com um calafrio muito grande no corpo, e foi muito chato.

A partir desses sintomas eu fui encaminhado para o hospital onde fui submetido ao teste. Desde o início, o pessoal do hospital foi superatencioso comigo, me passou uma segurança, e eu fiquei tranquilo, mas quando o resultado saiu eu tomei um baque, um baque de verdade porque eu nunca imaginava que eu ia pegar esse vírus, então foi um baque bem difícil.

Foi um baque muito grande receber essa notícia, e logo em seguida falei para minha mãe, meus amigos. Ficaram todos preocupados, tomaram um susto, mas os médicos me passaram bastante confiança e eu consegui passar essa confiança para ele também. Porque eu estava me sentindo um pouco mal, mas eu estava firme. Muita fé em Deus, eu também tive muita fé em Deus e isso que me manteve positivo o tempo inteiro.

Logo em seguida eu tive alta do médico. Até então eu tinha apresentado melhora dos sintomas e eles me deram alta. Em relação à quarentena, eu estou me mantendo bem firme, ficando isolado dentro do meu quarto, que está sendo bem difícil... Ficar dentro do meu quarto sozinho está sendo um momento bem complicado. Minha mãe está aqui comigo, mas estamos em cômodos separados e ela que está sendo minha rocha aqui, minha base. E isso com certeza está me ajudando a me recupera muito mais rápido.

Treinos em isolamento
Com essa minha evolução, na última terça feira eu fui liberado para voltar aos treinos, uma notícia que me deixou muito feliz, porque eu estava com saudade já. Eu tenho uma rotina muito puxada de dois treinos por dia a semana inteira, então, para mim, ficar parado foi muito ruim. E lembrando que eu estou fazendo meus treinos em isolamento, dentro do meu quarto. Tive que puxar a cama para o lado, mas está dando tudo certo.

Estou me sentindo bem, sentindo que eu estou evoluindo a cada dia. E é isso. Eu queria que todos se cuidassem, tomassem muito cuidado, sigam as orientações do médico, fiquem em casa, façam a higienização certinha, cuidem uns dos outros, vamos cuidar dos idosos, que são os que estão na área de risco. Juntos somos mais fortes. Um abraço aos meus amigos e meus familiares que têm me apoiado nesse momento e ao clube, que tem me apoiado bastante. Obrigado.

*O pivô Maique, do basquete, é campista e é o primeiro atleta confirmado no Brasil com coronavírus. Em depoimento ao GloboEsporte.com

Comentários