Pular para o conteúdo principal

Anúncios

Termômetro da pausa: confira pontos positivos e negativos da parada nos clubes do RJ e SP

Pela primeira vez na história, o futebol mundial parou totalmente por conta de uma pandemia e, com as medidas de isolamento social tomadas por conta da COVID-19, não sabemos quando a bola voltará a rolar. Separamos os pontos positivos e negativos dos oito grandes do Rio e SP nessa pausa. Confira!

CORINTHIANS - Positivo: A equipe vinha em baixa no Campeonato Paulista e ainda corre sério risco de eliminação na fase de grupos. Assim, a parada pode ser positiva, já que o elenco terá tempo para treinar e buscar correções

CORINTHIANS - Negativo: A insatisfação da torcida com o rendimento e, principalmente, com a gestão de Andrés Sanchez tem crescido. O técnico Tiago Nunes também está sendo cada vez mais questionado e nomes como o de Mano Menezes passam a ser pedidos pela Fiel

PALMEIRAS - Positivo: O esquema com quatro atacantes não estava entrosado e poderia causar problemas na reta decisiva que se aproximava. Agora, haverá tempo para ajustá-lo

PALMEIRAS - Negativo: Negativo: Como havia o clássico contra o Corinthians, o Palmeiras teria grande chance de afirmação, podendo eliminar o rival no Paulistão e instalar a crise no Parque São Jorge. O Dérbi foi adiado

SANTOS - Positivo: Positivo: Como o Departamento Médico seguiu ativo, os atletas que se recuperam de lesão puderam realizar tratamento. Assim, Marinho, em fase final de recuperação, terá condições de jogo na volta das atividades. Aqueles com lesões mais delicadas, como Alison e Renyer, terão chances de abreviar o retorno

SANTOS - Negativo: Mesmo com atletas com problemas físicos e o desgaste pela maratona de jogos, a paralisação é prejudicial, pois o Peixe estava em processo de construção de identidade sob o comando de Jesualdo Ferreira. A parada quebra esse ritmo

SÃO PAULO - Positivo: Após sofrer fratura na mão direita, Tiago Volpi ganha tempo para se recuperar. Ele teria perdido o jogo contra o River Plate, no Morumbi. Rojas, outro que se recupera no Reffis, também perderá menos partidas (a previsão é de que ele esteja de volta aos treinos com bola em abril, se for possível)

SÃO PAULO - Negativo: O time vinha embalado e havia conquistado o respaldo da torcida com vitórias sobre LDU e Santos. Financeiramente o baque também deve ser grande: houve prejuízo no clássico contra o Peixe, realizado com portões fechados, e a alta bilheteria esperada na Libertadores não entrará no tempo previsto. Clube teve dificuldade para pagar salários em 2019 e início de 2020

FLAMENGO - Positivo: Após uma temporada de 2019 que foi estendida até 21 de dezembro, com a disputa do Mundial, e um início de 2020 no qual o time de Jorge Jesus fez do Carioca parte da pré-temporada em meio às decisões da Recopa Sul-Americana e Supercopa do Brasil, os atletas terão, pela primeira vez, algumas semanas sem jogos a disputar

FLAMENGO - Negativo: Antes da pausa, o Flamengo seguia mostrando entrosamento, qualidade e confiança, que o colocava como favorito aos torneios em disputa. Obteve os títulos da Taça Guanabara, Supercopa do Brasil, Recopa Sul-Americana e vitórias nas duas primeiras rodadas da Libertadores. Com a indefinição da COVID-19, conversas sobre renovação de contrato de Jorge Jesus, que termina em junho, estão paradas

BOTAFOGO - Positivo: Marcelo Benevenuto, referência defensiva da equipe, terá tempo de se recuperar de lesão muscular na coxa esquerda, estimada entre duas e três semanas. Paralisação da Justiça dá fôlego ao clube nas diversas ações judiciais em curso, algumas já com determinação de penhora de recursos

BOTAFOGO - Negativo: A paralisação vai prejudicar o entrosamento e ganho de ritmo de jogo do japonês Keisuke Honda, principal reforço do Botafogo para a temporada. Fora de campo, a pandemia pode atrasar o projeto Botafogo S/A, de transição do futebol para clube-empresa

VASCO - Positivo: Dentro de campo, praticamente tudo estava ruim. O ataque tem só oito gols em 14 jogos, o meio-campo não criava, o momento técnico de jogadores importantes não era bom. Tanto que Abel Braga foi demitido e o clube busca, com calma, um novo comandante - a pausa dá tempo para a procura

VASCO - Negativo: Talvez, o único fato a se lamentar seja o fim da sinergia entre time e torcida. Apesar de todos os problemas, a arquibancada vinha apoiando praticamente o tempo todo, e em número positivo por jogo, considerando a baixa produtividade da equipe

FLUMINENSE - Positivo: A pausa deu ao Fluminense a possibilidade de recuperar os seus jogadores que estavam no departamento médico. Caso a partida contra o Figueirense, pela Copa do Brasil, tivesse acontecido, o lateral-direito Gilberto e o zagueiro Digão, que são titulares, além do meia Miguel, seriam desfalques por lesões musculares

FLUMINENSE - Negativo: O elenco deve perder conjunto. Vale lembrar que o técnico Odair Hellmann chegou ao clube este ano. A pausa também retarda a adaptação dos jogadores estrangeiros, como Fernando Pacheco e Michel Araújo. O peruano tinha marcado o primeiro gol com a camisa tricolor no clássico diante do Vasco

Comentários