Pular para o conteúdo principal

Anúncios

Áustria está trabalhando em "plano de isolamento" para aumentar chances de realizar GP de F1

Áustria está trabalhando em "plano de isolamento" para aumentar chances de realizar GP de F1
Apesar do GP da França, marcado para 28 de junho, ser atualmente a primeira etapa da temporada de 2020 da Fórmula 1, as chances do evento seguir em frente são pequenas. Discussões recentes têm se concentrado mais na possibilidade da Áustria sediar uma ou duas provas com portões fechados no Red Bull Ring para começar o ano.

As conversas sobre a realização do evento com as autoridades locais estão sendo lideradas pelo consultor da Red Bull, Helmut Marko, que afirmou que medidas especiais estão sendo consideradas.

Estas incluem portões fechados, sem público, convidados ou impensa, reduzir os funcionários das equipes para o menor número possível - podendo ser até 45 por equipe - e garantir que os funcionários da F1 presentes estarão "relativamente isolados" da população que vive próxima à pista.

O uso de máscaras faciais também pode ser obrigatório e as pessoas que entrarão no país poderão ter que apresentar certificados legais que garantem que não estão infectados com a Covid-19.

Em entrevista ao Motorsport.com, Marko disse: "A comunidade da Fórmula 1 está com medo de ser infectada e que se isolar o máximo possível. E, ao mesmo tempo, isso é bom, porque a população também está com medo de ser infectada. Todos estão com medo e todos serão muito cuidadosos".

O pessoal da F1 pode ser acomodados em hotéis próximos ao Red Bull Ring, e podem ficar lá por 15 dias, caso seja decidido pela realização de corridas em 05 e 12 de julho. Enquanto Marko acredita que eventos televisionados, que podem ser realizados com o mínimo de pessoas possível, pode satisfazer as autoridades locais, ele acho que eventos suporte deveriam acontecer também.

"Fórmula 2, Fórmula 3 e Porsche Supercup devem fazer parte disso", disse. "Seria uma mensagem para o esporte. Não sei se a TV perderia histórias de bastidores, algo que não seria possível devido às normas estritas, mas talvez podemos transmitir corridas de suporte ao invés".

Marko tem fé que o plano pode ter o apoio do governo, já que deve cumprir as normas sanitárias e de segurança.

"Vamos tentar reduzir os funcionários das equipes e fornecedores ao máximo. Isso aumenta a possibilidade de termos a liberação. Mas, claramente, tudo isso só pode acontecer dentro das normas de segurança da Áustria. Isso será cobrado no momento".

"Estamos dando o nosso melhor para garantir que isso aconteça. Acho que as chances são boas".

Comentários