Pular para o conteúdo principal

Anúncios

Ministério da Saúde não recomenda retorno do futebol antes de junho

Aventuras na História · Como nasceu o futebol que conhecemos hoje?
O Ministério da Saúde recomendou que a bola não volte a rolar nos gramados brasileiros antes de junho. De acordo com informações do UOL a recomendação é repetida em todas as conversas entre o órgão e a alta cúpula da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). As duas entidades mantêm um diálogo estreito para organizar a retomada dos campeonatos no país, que foram paralisados em função da pandemia de coronavírus.

Para os representantes do Ministério da Saúde, não existem condições de garantir a saúde dos envolvidos e o controle da circulação do vírus que contam com muitas pessoas por pelo menos os próximos 45 dias. Com número de casos confirmados no país subindo a cada dia, a recomendação é ter extrema cautela para projetar a volta deste tipo de evento. 

Em contrapartida, segundo o UOL, a CBF garante ao Ministério que, apesar da pressão dos clubes e de outros agentes envolvidos, irá seguir a recomendação. Nas conversas, inclusive, o cenário de um possível retorno em junho é tratado como algo muito otimista.

Brasileirão
Para a volta do futebol, a CBF e a Comissão Nacional de Clubes (CNC) têm pelo menos 37 alternativas diferentes para a realização do Campeonato Brasileiro 2020. Nestas alternativas estão incluídos modelos como o atual, por pontos corridos, até o sistema de decisões por mata-mata. O número de modelos é discutido pelas entidades e pelos times e é reduzido conforme o passar do tempo e o desenvolvimento da pandemia de coronavírus no país. 

Tradicionalmente, o campeonato brasileiro começa em maio, após a definição dos grandes torneios estaduais pelo Brasil. Com a recomendação do Ministério da Saúde, é muito provável que esse início seja adiado, até porque as federações estaduais ainda lutam para terminar os campeonatos regionais em campo.

Comentários