Pular para o conteúdo principal

Anúncios

Flamengo intensifica conversas por corte de salários, e atletas se mostram compreensivos

Treino do Flamengo no Ninho do Urubu — Foto: Alexandre Vidal/Flamengo
Acabaram as férias no futebol do Flamengo. Se as atividades dos jogadores no Ninho do Urubu ainda não têm data para voltar, o foco agora está nas reuniões para discussão dos cortes de salários por conta da crise mundial. E o elenco rubro-negro se mostrou flexível para amenizar o impacto nas finanças do clube.

As conversas são conduzidas por Marcos Braz e Bruno Spindel há dez dias e o combinado entre as partes é de que o martelo seja batido no máximo terça-feira. Capitães da equipe, Éverton Ribeiro, Diego Ribas e Diego Alves têm a companhia de outros três jogadores nas tratativas. O sexteto está em contato constante com o restante de elenco para que haja uma sintonia.

A proposta do Flamengo em um primeiro momento é de corte de 25%, mas alternativas estão sendo colocadas na mesa. A mais provável é de que a readequação do elenco não seja definitiva, e, sim, flexível de acordo com avaliações constantes da situação financeira do clube.

Por mais que a negociação tenha começado há dez dias, a demissão de 62 funcionários na quinta-feira comoveu os jogadores. A intenção é de que o corte fatiado (com adequação mês a mês) ajude a diminuir o impacto nos funcionários que ganham menos.

Comentários