Pular para o conteúdo principal

Anúncios

Glover faz dentes de Smith caírem no UFC; Mexicano sofre corte impressionante na canela

Glover Teixeira castigou duramente  Anthony Smith na luta principal em Jacksonville — Foto: Getty Images
O "UFC: Smith x Teixeira" não foi um evento para quem não aguenta ver sangue. O torneio desta quarta-feira em Jacksonville (EUA) surpreendeu positivamente com boas lutas e nocautes entre os lutadores menos conhecidos do card, mas teve também algumas lesões impressionantes.

Não há um registro em imagem de como ficou a boca de Anthony Smith após sua derrota para Glover Teixeira, mas o americano apanhou tanto que fraturou o osso orbital e o nariz e perdeu alguns dentes com os golpes que sofreu no rosto. Em um momento da luta, ele parecia pegar um desses dentes na lona e entregar ao árbitro Jason Herzog. Depois, quando foi para seu córner, admitiu aos seus treinadores: “Meus dentes estão caindo”.

O primeiro round foi vencido claramente por Anthony Smith. No entanto, Glover cresceu no segundo assalto e, a partir do terceiro, massacrou o americano.

Foi uma surra tão grande que, em dado momento do quarto round, dominando o adversário por cima, o brasileiro disse a ele: “Sinto muito, faz parte do trabalho” - os dois são amigos fora do octógono. Smith respondeu, “É assim mesmo”.

Outra lesão grotesca foi logo no terceiro combate da noite, uma batalha entre o venezuelano Omar Morales e o mexicano Gabriel Benitez. Os dois lutadores trocaram golpes de forma franca por todo o combate. Benitez, contudo, não só saiu derrotado por decisão unânime dos juízes, como terminou com um corte grande na canela esquerda.

Nocautes e finalizações marcam evento
Diferentemente do evento de sábado passado, o UFC: Smith x Teixeira começou com muita ação. As duas primeiras lutas viram belos nocautes: primeiro de Chase Sherman, com uma dura cotovelada que mandou Ike Villanueva à lona. Depois, com Brian Kelleher, que acertou um cruzadaço para derrubar Hunter Azure e fechou a conta com golpes no solo.

Thiago Moisés abriu o card principal com uma luta complicada contra Michael Johnson. No primeiro round, o brasileiro sofreu com a boa defesa de queda e excelente trocação do adversário. No entanto, não deu chance para o americano respirar no segundo round: se jogou em suas pernas desde o início, agarrou a direita e finalizou rapidamente com uma chave de pé reta. Foi a maior vitória de sua carreira.

Companheiro de equipe de Moisés na American Top Team, Philipe Lins fez sua estreia no UFC contra o ex-campeão peso-pesado Andrei Arlovski. A luta do potiguar foi quase o contrário da do colega: ele fez um bom primeiro round, mas seu adversário foi se encontrando a partir do segundo assalto e saiu vencedor por decisão unânime dos juízes.

O duelo entre Drew Dober e Alexander Hernandez empolgou. Os dois pesos-leves foram para a porrada desde o início, e Dober levou a melhor. O companheiro de equipe de Justin Gaethje acertou mais bombas e deixou Hernandez nocauteado em pé.

UFC: Smith x Teixeira
13 de maio de 2020, em Jacksonville (EUA)
CARD PRINCIPAL
Glover Teixeira venceu Anthony Smith por nocaute técnico a 1m04s do R5
Ben Rothwell venceu Ovince St-Preux por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Drew Dober venceu Alexander Hernandez por nocaute técnico aos 4m25s do R2
Ricky Simón venceu Ray Borg por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Andrei Arlovski venceu Philipe Lins por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28)
Thiago Moisés venceu Michael Johnson por finalização aos 25s do R2

CARD PRELIMINAR
Sijara Eubanks venceu Sarah Moras por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-26)
Omar Morales venceu Gabriel Benitez por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28)
Brian Kelleher venceu Hunter Azure por nocaute aos 3m40s do R2
Chase Sherman venceu Ike Villanueva por nocaute técnico aos 49s do R2

Comentários