Pular para o conteúdo principal

Anúncios

Governador do DF quer levar final do Campeonato Carioca para Brasília

Foto: Alexandre Vital / CRF - Foto: Alexandre Vital / CRF
Na contramão da busca do crescimento do futebol do Distrito Federal, o governador de Brasília, Ibaneis Rocha, declarou que o futebol candango não tem equipes de expressão.

Apaixonado pelo Flamengo, Ibaneis está buscando alternativas para trazer as finais do Campeonato Carioca para o estádio Mané Garrincha, mesmo lá sendo utilizado para hospital de campanha de pacientes suspeitos do novo coronavírus.

“A Federação do Rio publicou uma nota dizendo que não foi contatada e que seu regulamento não permite jogos finais fora do Rio de Janeiro. Acredito que o Governador do DF foi mal assessorado nesse assunto. Mas aproveito e peço que o Governador olhe para o nosso futebol que é de muitas glórias. Que cuide do que é nosso, da nossa história”, comentou Márcio Coutinho.


FUTEBOL SEGUE PARADO EM BRASÍLIA
A expectativa girava em torno do encerramento das restrições impostas pelo Governo do Distrito Federal em função da pandemia do coronavírus que se encerraria neste domingo, 3 de maio.

Porém, o Governador de Brasília, Ibaneis Rocha, acabou prorrogando as medidas restritivas até o dia 10 de maio.

Com isso, ficam impedidos os eventos esportivos, religiosos, shows e outras restrições que não permitem aglomeração de pessoas, para evitar a transmissão do vírus desta nova epidemia.

Com isso, a Federação de Futebol do Distrito Federal (FFDF) que tem seu retorno aos trabalhos nesta segunda-feira, deverá fazer uma avaliação sobre seus procedimentos. O Diretor Técnico da Federação de Brasília, Márcio Coutinho, falando à Rádio DF10 de Brasília, explicou o que deverá ser feito.

“Com relação à volta do futebol do Distrito Federal nada muda com esta alteração de data das restrições impostas pelo Governo de Brasília. O futebol só voltará em Brasília quando tivermos todas as garantias quanto aos procedimentos médicos, pois não poderemos correr risco nenhum com a saúde de todos envolvidos no futebol", disse Márcio Coutinho.

“Nesta segunda-feira teremos uma reunião interna para ver como vamos proceder nesta reabertura da entidade. Junto com o presidente Daniel Vasconcelos, vamos definir se trabalharemos em regime de plantão ou não. Temos ainda questões polêmicas para encaminhar, exemplo dos estádios de Brasília. São onze praças esportivas, mas a questões de laudos tem de ser analisados de novo", completou o dirigente.

O Candangão 2020 chegou a sua última rodada com jogos sendo disputados nos CTs dos clubes, exceto Capital e Unaí que aconteceu no estádio Mané Garrincha. Para encerrar a primeira fase falta a partida entre Gama x Real Brasília, partida que não foi realizada pois coincidiu com o jogo da Copa do Brasil entre Gama 3x3 Brasil de Pelotas.

Um julgamento do Capital no TJD/DF pode alterar a classificação da segunda parte da tabela. Gama, Brasiliense, Real Brasília, Formosa, Taguatinga, Capital, Luziânia e Sobradinho estão classificados para a segunda fase do Candangão. Já Ceilandense e Paranoá foram os rebaixados para segunda divisão de 2021.

Comentários