Pular para o conteúdo principal

Anúncios

Ministério Público recomenda fim de tratativas para trazer Carioca para o Mané Garrincha

Brasiliense x Paranoá, pela 11ª rodada do Candangão, foi realizado no CT do Jacaré  — Foto: Reprodução / TV Globo
O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) emitiu um parecer recomendando à Secretaria de Esporte e Lazer do DF e à concessionária do Mané Garrincha, Arena Bsb, que não promovam a realização de qualquer evento esportivo no DF, mesmo com portões fechados.

A recomendação do órgão é uma resposta às tratativas iniciadas na última semana para trazer os jogos da retomada Campeonato Carioca para Brasília, caso o decreto que proíbe a realização de eventos esportivos no Rio de Janeiro seja prorrogado.
Ministério Público recomenda fim de tratativas para trazer Carioca para o Mané Garrincha
No documento, o MPDFT cita a divulgação da oferta do Mané Garrincha ao Campeonato Carioca, o uso do estádio como hospital de campanha durante a pandemia de coronavírus e a "supremacia da vida" acima dos demais princípios para justificar a recomendação.

– Ao Secretário de Esporte e Lazer do Distrito Federal, Leandro Cruz Fróes da Silva, e ao Presidente da Concessionária Arena BSB, Richard Dubois, que não promovam (ou não deem seguimento a qualquer tratativa) a realização de qualquer evento, esportivo ou não, que leve à aglomeração de pessoas, ainda que com portões fechados, no Estádio Nacional Mané Garrincha – escreveu o órgão na decisão.

O MP estabeleceu o prazo de 5 dias para que as partes citadas encaminhem documento com as providências tomadas para o cumprimento da Recomendação. Caso os pedidos não sejam atendidos, o MP pode entrar com ação pública, além de outras medidas judiciais e extrajudiciais contra as partes.

MP também pede que Candangão siga suspenso
No mesmo parecer direcionado à Secretaria de Esporte e Lazer do DF e à Arena Bsb, o MPDFT também aconselhou ao presidente da Federação de Futebol do DF, Daniel Vasconcelos, que mantenha o Campeonato Brasiliense parado. O torneio está suspenso desde 15 de março.

– (...) que mantenha a suspensão de qualquer campeonato ou disputa organizada por esta entidade, bem como o treinamento nas arenas esportivas do Distrito Federal, passível de gerar aglomeração de público ou contato físico entre atletas, em face do potencial risco de disseminação do novo coronavírus COVID-19 – recomendou o MP no parecer.

Comentários