Pular para o conteúdo principal

Anúncios

Novos testes nesta segunda: veja os passos do Flamengo durante a pandemia

Ninho do Urubu - Flamengo
Nesta segunda-feira, o Flamengo dará mais um passo dentro de seu escopo, que é retornar às atividades no Ninho do Urubu "no menor prazo possível", conforme apontado em recente comunicado oficial. Este dia 11 será marcado por uma nova leva de testes para o novo coronavírus, rápidos de sorologia, em funcionários, jogadores e familiares, no CT do clube.

Com 38 testes positivos para a COVID-19 dos 293 testados, o Flamengo fechou uma parceria com a Rede D'Or, maior grupo de hospitais do Brasil, para a efetuação dos exames, que serão semanais, sempre às segunda-feiras, durante a pandemia (a princípio).

Aliás, sobre este período, o LANCE! listou sete passos do clube até aqui. Confira:

Coach ID
Em um primeiro momento de quarentena, o Flamengo tratou de adotar medidas para amenizar os efeitos físicos de seus atletas, e uma delas foi a utilização do aplicativo Coach ID, além da emissão de uma cartilha de atividades. O software auxilia os trabalhos de comissões técnicas, como a do Rubro-Negro, em tarefas como planejamento de atividades, treinos táticos, construção de exercícios e análises de jogos, por exemplo. Saiba melhor aqui. 

Aliás, uma polêmica sobre este tema surgiu, há cerca de duas semanas: Roberto Oliveira, preparador físico do Fla, reclamou publicamente que Rafael Winicki, personal trainer de diversos jogadores do elenco rubro-negro e que não é funcionário do clube, não estaria mantendo contato e dado feedbacks a respeito de desempenhos.

EQUIPAMENTOS PARA OS JOGADORES

Bruno Henrique - Flamengo
Em meados de março, o Flamengo tomou uma atitude que facilitou os treinos diários de seus atletas, que passaram a receber alguns equipamentos diretos do Ninho do Urubu, em suas casas. As entregas foram feitas pelo já citado preparador físico Roberto Oliveira.

Entretanto, cabe destacar que os produtos foram recolhidos recentemente, uma vez que novas estratégias foram aderidas (veja a seguir). Tanto que Pedro Rocha, em tom de brincadeira, compartilhou o seu treino com porta-retratos e poltrona, na última semana. Os equipamentos serão higienizados e ficarão em campos do Ninho, para a utilização ao ar livre.

ESTRATÉGIAS PARA VOLTAR

Flamengo
Outros pontos quanto às mudanças que serão adotadas iniciam pela redução de 80% da equipe no local de trabalho de Jorge Jesus, Gabigol, Arrascaeta & Cia. As refeições, por exemplo, não serão mais realizadas no Ninho do Urubu. Além disso, os ambientes e equipamentos passarão por higienizações constantes - tudo visando evitar o contágio entre funcionários, comissão técnica e atletas.

O elenco será orientado a relatar, por meio de um aplicativo, qualquer sintoma da COVID-19, como tosse, dor no corpo, febre, antes de se apresentar ao CT, que contarão com o grupo dividido em treinos, em um primeiro instante.

E mais: os atletas serão submetidos à medição da temperatura antes de entrarem no módulo do centro de treinamento. A orientação é de que passem a irem sozinhos para os treinos e, ao estacionarem, higienizarem as mãos com o álcool em gel que estará disposto no local. A partir daí, a entrada no CT se dará através de um corredor de segurança, sem contato com outras pessoas.

DEMISSÕES E ACORDO COM O SINDICATO

Ninho do Urubu
Após as informações acerca das estratégias, um mal-estar surgiu no noticiário: a demissão de 62 funcionários do clube, que, sem a relevante receita de bilheteria, com o atraso do patrocínio da Adidas e o rompimento unilateral do Azeite Royal, optou por reduzir a folha salarial. 

Ainda sem se manifestar desde o ocorrido (fim de abril), o Flamengo foi na contramão do que havia exposto no balanço de 2019, quando tinha dito que, após um "teste de stress", projetara um cenário de três meses sem jogos, concluindo que os "impactos financeiros" seriam "absorvíveis". 

Pouco depois, mais precisamente na primeira semana de maio, o Fla entrou em um acordo com o Sindeclubes (Sindicato dos Empregados em Clubes, Federações e Confederações Esportivas e Atletas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro) e se comprometeu a não fazer novas demissões. Para isso, tendo como base a MP 936, suspenderá contratos e fará cortes de 25% salários dos jogadores por dois meses - cuja iniciativa partiu do próprio elenco. 

TRAGÉDIA E CASOS DE COVID-19 CONFIRMADOS

Jorginho - Flamengo
Há exatamente uma semana, uma tragédia assolou o clube. Isso porque, o massagista Jorge Luiz Domingos, mais conhecido como Jorginho, morreu vítima da COVID-19. Ele tinha 68 anos, estava internado no CTI de um hospital na Ilha do Governador e era o funcionário mais longevo do departamento de futebol do Fla, desde 1980. 

Horas depois da fatalidade, o Flamengo divulgou os resultados dos 293 testes realizados, do dia 30 de abril a 3 de maio. Ao todo, 38 testaram positivo para a COVID-19, inclusive três atletas do elenco profissional, cujos nomes não foram revelados. 

À ESPERA DO GOVERNO

Wilson Witzel é o candidato ao Governo pelo PSC
Já com as estratégias tecidas, todos os jogadores no Rio de Janeiro e o aval de Jorge Jesus quanto ao traçado para a volta aos treinos, o Flamengo, agora, só está à espera do "ok" do governo do estado do Rio para retornar ao Ninho.

O governador Wilson Witzel, contudo, não tem demonstrado flexibilidade acerca da liberação das práticas esportivas. Pelo contrário. Recentemente, o político estendeu as medidas do isolamento social até o dia 31 de maio. E mais: Witzel enviou um ofício ao Ministério Público a fim de decretar "lockdown", que prevê saída de casa apenas para as pessoas fazerem compras.

A aguardar a nova decisão das autoridades.

PARA OS TORCEDORES, ENTRETENIMENTO 

Marcos Braz - Flamengo
O Flamengo tem perdido sócios-torcedores e, neste momento, aguarda as definições quanto às competições para definir como lidar com os contribuintes. Desde os primeiros dias de quarentena, o entretenimento tem sido a principal saída do clube para se aproximar com a torcida e expor os patrocinadores. 

Os conteúdos têm sido: "lives" com jogadores e dirigentes; desafio de videogame entre membros da FLA TV, atletas e sócios; transmissões musicais; ligações solidárias, de jogadores a torcedores, e recomendações de saúde e higiene. 

Comentários