Pular para o conteúdo principal

Anúncios

Próximo presidente do Americano deseja unir Rafael Soriano e Josué Teixeira: 'Quem sabe?'

Vagner Xavier, à esquerda, terá como vice o atual presidente do Conselho Deliberativo, Fávio Rangel
Classificado para a última Seletiva da Série A do Campeonato Estadual, em 2021, o Americano será administrado a partir deste domingo (10) pelo empresário Vagner Xavier, sócio administrador da Limport Serviços, empresa parceira do clube. A única chapa registrada na eleição da nova diretoria, que acontece neste domingo (10), tem como vice o atual presidente do Conselho Deliberativo, Fábio Rangel. Apontando como prioridades o equilíbrio econômico do clube e a transformação deste em sucesso no futebol, Vagner Xavier revelou o desejo de unir em um trabalho o atual treinador alvinegro, Rafael Soriano, com o técnico Josué Teixeira, que deixou o Cano em janeiro.

— Ainda não há nada em mente com relação a treinador, gerência de futebol. Vejo que os dois últimos trabalhos feitos no clube trouxeram os melhores resultados esportivos do Americano em quase uma década — disse Vagner. — Conheço Soriano e sua família há mais de 20 anos. Tive oportunidade de jogar bola com o saudoso Rui, avô de Soriano, e acompanhei seu trabalho no Campos, além dessa brilhante passagem em nosso Americano. Não podemos deixar de ressaltar o trabalho e a experiência do Josué Teixeira, que pegou nosso clube na série B (do Estadual) e nos levou a ser campeões da Copa Rio, jogar a Copa do Brasil, um Campeonato Brasileiro da Série D e, principalmente, a primeira divisão do Estadual. Meu sonho é poder juntar essas duas pontas: Josué e Soriano. Quem sabe? — comentou o candidato.

Dirigir o Americano no próximo triênio será o primeiro desafio de Vagner Xavier em um clube que tem o futebol como carro chefe. Contudo, o empresário tem experiência na área social, como vice-presidente do Clube de Regatas Saldanha da Gama, de 2010 a 2012, durante a gestão do ex-presidente Mário Arêas Terra Filho. Outro fator favorável é a presença de Fábio Rangel em sua chapa, representando a continuidade do projeto atualmente liderado pelo presidente Carlos Abreu, que optou por não se candidatar à reeleição.

— Indiretamente, participei da gestão de Carlos Abreu. Tenho o Fábio Rangel, atual presidente do Conselho, como meu vice, e, assim que nossos nomes forem confirmados, poderemos dar os primeiros passos para a transição. Mas, não estamos pegando o clube no escuro — afirmou Vagner, citando a inauguração do novo estádio Godofredo Cruz como um dos pilares para alavancar o clube. — Assim que tomarmos posse em frentes políticas, econômicas e esportivas, pego um clube com projeto de captação aprovado no Ministério (secretaria especial) do Esporte; com previsão de receitas da próxima Seletiva e, se tudo der certo, nosso novo Godofredo, um dos mais novos estádios do Brasil. É hora de apostar para podermos passar da Seletiva e, com mais receita, planejar os próximos anos. Entendo futebol como um negócio em que o Americano tem tudo para ser o maior do interior do Rio: Centro de Treinamento (CT) de ponta, estádio de ponta e teremos gestão de ponta — prometeu.

Atualmente, uma comissão de obras do Americano acompanha os trabalhos no novo Godofredo Cruz. O contrato firmado com a Imbeg Engenharia tem prazo previsto para agosto deste ano, podendo ser prorrogado em até 180 dias.

— Já entraram na fase de acabamento das partes internas, como banheiros e vestiários, e acreditamos que a empresa vai cumprir o prazo, que deve chegar ao último trimestre desse ano. O torcedor alvinegro, assim como eu, espera ver a próxima Seletiva em nosso estádio. A ansiedade de todos é a mesma — disse Vagner.
Na parte econômica, um dos planos do próximo presidente é intensificar a participação de torcedores na Timemania. Quando o Americano é marcado como time do coração na loteria, há reversão de verba para o clube. Vagner também planeja intensificar os trabalhos na formação de atletas:

— A Canomania é uma excelente oportunidade de aumentarmos receita em curto prazo; analisar as despesas correntes, para termos um clube enxuto e viável financeiramente. O futebol vai se bancar com suas próprias receitas. Teremos calendário para peneiras no clube. Campos e o Norte Fluminense sempre foram celeiros de craques, e o Americano tem que ser a primeira opção da nossa região. O clube só voltará a brigar com os grandes quando apresentarmos algo diferente, na hora que voltarmos a revelar jogadores. Esse trabalho já começou.

Aclamação por e-mail e WhatsApp
Inicialmente, as eleições do Americano estavam previstas para acontecer com participação dos sócios de forma presencial ou virtual. Porém, com o avanço da pandemia do novo coronavírus, ficou definido pela comissão eleitoral que os votos vão ser registrados apenas por meios eletrônicos. Além dos novos presidente e vice da diretoria, também será eleito o novo Conselho Deliberativo, com Octávio Fernandes como presidente, João Isidro de vice, outros 23 conselheiros titulares e 10 suplentes. A renovação no Conselho será de 50%. Para as votações serem validadas, é necessária a participação de pelo menos 30 sócios.

— As eleições serão por aclamação. A convocação dos eleitores é para dar lisura ao processo — comentou o primeiro secretário do atual Conselho Deliberativo, Roberto Pessanha Gomes.

Os sócios aptos a votar devem fazê-lo das 8h às 12h, com manifestação pelo e-mail eleicoesfc2020@gmail.com ou pelos números de WhatsApp dos integrantes da comissão eleitoral: (22) 99815-8060, de Roberto Pessanha Gomes; (22) 98110-7692, de Dídimo Braz Siqueira; e (22) 99958-5970, de Luciano Carvalho da Motta. Os votos nas duas modalidades só terão validade mediante apresentação de documento pessoal com foto.

Fonte: MATHEUS BERRIEL - Folha da Manhã

Comentários