Pular para o conteúdo principal

Anúncios

Botafogo libera Nilton Santos, Ferj não se opõe, e Fluminense espera órgãos sanitários para mudar jogo

Estádio Nilton Santos vira alternativo do Fluminense para não jogar no Maracanã — Foto: Vitor Silva / Botafogo
Falta apenas um "ok" dos órgãos sanitários para o Fluminense confirmar a mudança de local do jogo deste domingo contra o Volta Redonda para o Nilton Santos – presidente tricolor, Mário Bittencourt não considera a hipótese de mandar partidas no Maracanã em respeito ao hospital de campanha no local. Após o pedido oficial do clube na última terça-feira, o GloboEsporte.com apurou que já houve um entendimento com a diretoria do Botafogo para a liberação do estádio e que a Ferj não se opôs.

Resta o aval das autoridades para ter duas partidas no local no mesmo dia: o Botafogo recebe a Cabofriense às 11h (de Brasília), enquanto o Fluminense enfrenta o Volta Redonda às 19h. Se não houver contra indicação, bastará a diretoria tricolor se comprometer a executar as regras do protocolo de saúde da Ferj para confirmar a mudança. Como os jogos são com portões fechados em meio à pandemia do novo coronavírus, não há empecilho por parte da polícia sobre segurança.

Em parceria com o Flamengo desde abril do ano passado, o Fluminense tem um contrato de permissão de gestão do Maracanã que foi renovado em maio, com validade por mais 180 dias. A dupla gere o complexo através de uma sociedade de propósito específico (SPE), e os aluguéis para jogos custam R$ 90 mil. Os clubes são responsáveis pelos custos de manutenção, estimados em R$ 2 milhões por mês, além de uma quantia de R$ 1 milhão a ser repassada ao Governo em seis parcelas.

Por contrato, o Fluminense precisa mandar um determinado número de jogos no Maracanã, mas entende que neste momento seria uma falta de respeito em função do hospital montado dentro do complexo do estádio para atender pacientes infectados pelo coronavírus. Na semifinal da Taça Rio, o clube tricolor também pode ter o mando de campo caso se classifique como o primeiro de seu grupo. Na final, o mando é decidido por sorteio, segundo regulamento.

Fonte: GloboEsporte.com 

Comentários