Pular para o conteúdo principal

Anúncios

Carioca: Técnico vibra com a volta do futebol mesmo com duros desafios

Luciano Quadros com duras missões. Foto: Léo Borges.Cabofriense
Enquanto alguns grandes clubes não parecem dispostos a voltar com o futebol, muitos times pequenos sofrem com a falta de jogos que já ultrapassa 90 dias. É o caso da Cabofriense, que disputa a Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, e tem na sua frente o entusiasmado técnico Luciano Quadros.

"Os times de menor expressão e nós que trabalhamos ainda em busca de um lugar ao sol dependemos do futebol.
Estou super feliz de poder trabalhar, mesmo sofrendo com tantos mortos e tantos problemas causados pela pandemia.

Mas para nós este retorno é muito importante. Eleva nosso lado moral, além do lado físico e espiritual ” – atesta o gaúcho de 46 anos, que já teve uma boa passagem pelo futebol do Audax, em São Paulo. Ele trabalhou em outros clubes como Linense, Marília e São José.

DURA MISSÃO
Luciano Dias tem a dura missão de evitar que o time entre na Seletiva contra o rebaixamento. O time é o lanterna do Grupo A, com nenhum ponto em três jogos. É o motivo principal para pontuar nos dois últimos jogos, contra o Botafogo (domingo cedo às 11 horas no estádio Nilton Santos) e depois o Bangu.

O sucesso pode valer o passaporte pra a disputa da Série D do Brasileiro.

“São grandes desafios, porque são dois grandes clubes. Mas nós que dependemos do futebol, estamos felizes em voltar ao trabalho. O futebol está preparado para isso, com um protocolo rígido”.

O último teste médico aconteceu no sábado cedo, antes do treino-apronto, com posicionamento e bola parada.

Mas o time sofreu várias baixas com o término de contrato de jogadores. Desta forma, três jovens do sub-20 vão jogar: o zagueiro Jean, o meia Pedrinho e o atacante Natan.

“São garotos de qualidade e que vão ter suas chances agora” – assegurou Quadros.

Comentários