Pular para o conteúdo principal

Anúncios

ESPORTE NA PANDEMIA: Afonso Celso fala da parada no ciclismo e a expectativa para o retorno

O GF ESPORTE prossegue nesta quarta-feira (29/07) com o especial destacando alguns atletas de diferentes modalidades, para que eles expliquem como está sendo para um atleta competitivo se manter em forma e quais consequências o esporte que praticam e eles estão passando neste momento de pandemia do novo coronavírus.

São poucas as cidades no Brasil que possuem um tetra campeão brasileiro de ciclismo, Campos tem. Afonso Celso Pacheco, na categoria master C (acima de 50 anos),  Afonso tem tantas conquistas que sua casa já tem um cômodo especial para troféus.
Afonso Celso Pacheco vence prova ciclística em Maceió - NF Notícias
Mas o momento atual com a pandemia do novo coronavírus, também fez o ciclismo parar. Afonso até diz que os treinamentos que ele realiza, sozinho, são tranquilos,mas perigosos. "Treinar individualmente é a saída para evitar aglomeração, mas o ideal para o ciclista de competição é em grupo, pois existe uma cobrança interna é maior." 

"O ciclismo no Brasil é amador e 90% dos ciclistas trabalham em outro ramo, tem outras atividades e isoo impede uma dedicação profissional ao esporte. Por causa da pandemia as provas do Brasil foram adiadas ou canceladas, a Confederação Brasileira de Ciclismo retirou todas as provas do calendário desse ano. Retorno agora em 2021."
Afonso Celso Pacheco é pentacampeão no Desafio ciclístico São José ...
"A Federação de Ciclismo do Estado do Rio de Janeiro manteve o seu calendário, apesar de no momento as provas também estrem suspensas desde março. Vamos dar continuidade agora próxima prova do ranking, que vai ser dia 1º de novembro, com a São Salvador."

"Na parte de organização para o ciclismo de estrada da federação de ciclismo eu estou exatamente há dois anos sem disputar competições. Talvez eu faça minha despedida numa dessas provas ou talvez até na prova de São Salvador. 
A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, em pé e texto
Para mim também não tem muito mais o que fazer, pelo menos aqui dentro do Brasil, afinal eu já fui quatro vezes campeão brasileiro do ranking brasileiro."

Afonso organiza provas e a próxima será a São Salvador, em meio a um clima de pandemia, mas assim como ele, todos devem manter-se atentos e evitar aglomerações, quem sabe até lá as coisas estejam mais tranquilas.

Comentários