Pular para o conteúdo principal

Anúncios

Três vagas às quartas e seis times ameaçados: o que está em jogo na última rodada do Paulistão

Nove dos 16 times chegam à última rodada do Paulistão brigando por mata-mata ou contra rebaixamento — Foto: ge
A última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista promete fortes emoções neste domingo. São três vagas em jogo para as quartas de final, com o Corinthians na briga, além de uma disputa acirrada contra o rebaixamento entre seis times.

Veja os confrontos da última rodada:
Guarani x São Paulo (Globo e SporTV)
Oeste x Corinthians (Premiere)
Palmeiras x Água Santa (Premiere)
Novorizontino x Santos (Premiere)
Ferroviária x Inter de Limeira (Premiere)
Mirassol x Ponte Preta (SporTV 3)
Bragantino x Botafogo (Premiere)
Santo André x Ituano (Premiere)

Dos quatro grandes, apenas o Corinthians ainda não confirmou a vaga. Outros seis times seguem na briga para avançar: Guarani, no mesmo grupo do Corinthians (o D); Água Santa, Ponte Preta e Oeste (no Grupo A); Mirassol e Inter de Limeira (no Grupo C).

Na parte de baixo da tabela, ninguém ainda teve o rebaixamento sacramentado. Ainda correm risco Oeste, Ponte Preta, que entram na rodada dentro da degola, Água Santa, Ituano, Botafogo-SP e Ferroviária. Dois deles vão cair para a Série A2 ao fim do dia.

O regulamento abre brechas para situações inusitadas. Ao mesmo tempo em que estão ameaçados de queda, Água Santa, Oeste e Ponte podem chegar às quartas de final. A Ponte, por exemplo, pode escapar da degola e também se classificar com um empate - desde que seja ajudada por outros resultados.

Como está a situação de cada grupo

Grupo A

O Santos já tem a liderança assegurada e espera pelo seu adversário, que sairá da disputa entre três dos piores times no aproveitamento geral. O Água Santa depende apenas de si. Se vencer o Palmeiras, não pode ser alcançado por Ponte Preta e Oeste. Em caso de empate, torce para Ponte e Oeste não ganharem seus jogos. E se perder, os dois concorrentes não podem pontuar, já que levariam vantagem no número de vitórias
Grupo A do Paulistão  — Foto: Reprodução
Para a Ponte, a vitória representa a classificação desde que o Água Santa não ganhe do Palmeiras. Já se empatar, avança com uma derrota do Água Santa e no máximo um empate do Oeste por levar vantagem nos critérios de desempate. Passando às quartas de final, a Macaca está consequentemente livre do rebaixamento.

O mesmo vale para o Oeste. O time de Barueri passa ganhando do Corinthians e com Água Santa e Ponte não vencendo. Se empatar, torce por derrota dos outros dois (passaria a Ponte em pontos e teria uma vitória a mais que o Água Santa).
Grupo B do Paulistão — Foto: Reprodução
Grupo B

Com Santo André e Palmeiras já classificados, a definição pendente é em relação à liderança. O Santo André depende de si contra o Ituano, mas, se empatar ou perder, ficará na torcida para o Palmeiras não ganhar do Água Santa. Já ao Verdão, apenas a vitória interessa - e ainda precisa que o Ramalhão não some três pontos. Se empatar, o Palmeiras não vira primeiro colocado nem com derrota do concorrente por ter uma vitória a menos.

Grupo C do Paulistão — Foto: Reprodução
Grupo C

O São Paulo já está classificado, mas ainda não assegurou a liderança. Precisa ganhar do Guarani para não ficar na dependência do resultado do Mirassol, que, por sua vez, joga por um empate para carimbar a vaga às quartas de final, e se vencer a Ponte ainda pode terminar em primeiro desde que o São Paulo não ganhe.

A Inter também está na briga pela segunda colocação. Precisa vencer a Ferroviária e torcer por uma derrota do Mirassol. Os times ficariam empatados com 17 pontos, mas a Inter teria uma vitória a mais: 5 a 4.
Grupo D do Paulistão — Foto: Reprodução
Grupo D

Com o Bragantino já garantido até mesmo na liderança, Guarani e Corinthians lutam pela segunda vaga da chave. O Guarani entra em campo dependendo apenas de uma vitória simples sobre o São Paulo para não ter de secar o Corinthians, que por sua vez, torce por uma vitória do rival para avançar com qualquer triunfo em cima do Oeste.

A disputa vai para o saldo de gols se o Guarani empatar e o Corinthians ganhar. No momento, o Bugre tem um gol de vantagem (4 a 3). Neste cenário, o Corinthians teria de ganhar a partir de dois gols de vantagem.

Há ainda a possibilidade de os times igualarem em vitórias, saldo e gols a favor, o que levaria o desempate para o número de cartões vermelhos (o Guarani tem uma, contra três expulsões do Corinthians).

Se o Timão empatar, não tem mais chance de classificação.

E a briga contra o rebaixamento?

Disputa contra a degola — Foto: GloboEsporte.com
Veja abaixo o que cada time precisa fazer para se livrar:

Ferroviária
Se ganhar: está livre sem depender de outros resultados.
Se empatar: no máximo três concorrentes podem vencer (perderia no número de vitórias para Oeste e Ponte em caso de igualdade em 13 pontos).
Se perder: torce por tropeços de três dos outros cinco times ameaçados.

Botafogo-SP
Se ganhar: está livre sem depender de outros resultados.
Se empatar: torce para que três entre Ituano, Água Santa, Ponte e Oeste não vençam. Se quatro deles ganharem, escapa se a Ferroviária perder, pois levaria vantagem no número de vitórias.
Se perder: teria de torcer para no máximo dois times ultrapassarem. Neste cenário, qualquer um entre Ituano, Água Santa e Ponte e Oeste deixariam o Bota para trás com um empate (Ituano e Água Santa passariam em pontos, e Ponte levaria a melhor no saldo).

Ituano
Se ganhar: escapa sem depender de ninguém.
Se empatar: torce para um entre Água Santa e Botafogo-SP perder. Caso contrário, não pode ser ultrapassado por dois entre Água Santa, Ponte e Oeste. Neste cenário, qualquer um só deixaria o Ituano para trás em caso de vitória.
Se perder: seca pelo menos dois entre Água Santa, Ponte e Oeste. O Água Santa passa em pontos se empatar, e se perder também a definição vai para o saldo (-5 a -7 hoje a favor do Ituano). Já Ponte e Oeste levariam vantagem no número de vitórias se ao menos empatassem.

Água Santa
Se ganhar: escapa sem depender de ninguém.
Se empatar: precisa ficar à frente de dois entre Botafogo-SP, Ituano, Ponte e Oeste. Botafogo-SP e Oeste teriam de perder, enquanto Ponte e Oeste podem no máximo empatar.
Se perder: seca pelo menos dois entre Ituano, Ponte e Oeste. O Ituano passa em pontos se empatar e se perder também a definição vai para o saldo (-5 a -7 hoje para o Ituano). Já Ponte e Oeste levariam vantagem no número de vitórias se ao menos empatassem.

Ponte Preta
Se vencer: chega a 13 e precisa que pelo menos um entre Água Santa, Ituano, Botafogo-SP e Ferroviária não ganhe.
Se empatar: chega a 11 e precisa que um entre Água Santa, Ituano e Botafogo-SP, com 11, não pontue, já que levaria vantagem nos critérios de desempate com qualquer um deles, seja por número de vitórias ou saldo, e que o Oeste não vença o Corinthians.
Se perder: está rebaixada à Série A2.

Oeste
Se vencer: chega a 13 e precisa que pelo menos dois entre Ponte, Água Santa, Ituano, Botafogo-SP e Ferroviária não ganhem.
Se empatar: chega a 11 e seca dois entre Ponte, Água Santa e Ituano. Todos teriam de perder (passaria a Ponte em números e levaria vantagem sobre Água Santa e Ituano no número de vitórias).
Se perder: está rebaixado à Série A2.

Comentários